English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

quarta-feira, abril 20, 2016

Estado americano declara pornografia como "problema de saúde pública"

provada em Utah, lei que não proíbe consumo nem propõe mudanças foi aprovada sob a justificativa de "proteger famílias"

BBC
O governador Gary Herbert sanciona a nova lei: Utah é maior consumidor de pornografia dos EUA
Facebook/Reprodução - 19.04.16
O governador Gary Herbert sanciona a nova lei: Utah é maior consumidor de pornografia dos EUA


Utah se tornou o primeiro Estado norte-americano a declarar a pornografia um problema de saúde pública. Segundo o governador Gary Herbert, que sancionou a nova lei, o objetivo é "proteger nossas famílias e nossa juventude". 
A medida não proíbe o consumo de conteúdo pornográfico, mas pede "maiores esforços para evitar a exposição e o vício ligados à pornografia". A lei também propõe mudanças na "educação, prevenção, pesquisa e políticas a nível social e comunitário", mas não sugere como elas devem ser implementadas. 
O Estado de Utah, que é considerado amplamente conservador, tem uma população majoritariamente mórmon e um poder legislativo liderado pelo Partido Republicano.
Por outro lado, em 2009, um estudo da Escola de Negócios da Universidade de Harvard revelou que Utah era o Estado com o maior percentual de usuários de pornografia online em todo o território dos EUA.
Segundo o texto, aprovado no mês passado, a pornografia "perpetua um ambiente sexualmente tóxico" e "contribui para a hiperssexualização dos adolescentes, e até das crianças na pré-puberdade, na nossa sociedade". Algumas pesquisas, por sua vez, comprovam que o consumo de pornografia não cauda vícios.
A novidade já gera polêmicas e foi criticada por um representante da indústria pornográfica, que considerou a lei "antiquada".
Contrariando declarações do governador Gary Herbert, estudos dizem que pornografia não vicia
BBC
Contrariando declarações do governador Gary Herbert, estudos dizem que pornografia não vicia

Dois ladosA aprovação da lei contou com forte apoio do grupo ativista antipornografia Fight the New Drug. Os fundadores da organização são membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias – mais conhecida como Igreja Mórmon –, uma vertente religiosa bastante conservadora. Apesar de mais de 60% da população de Utah ser mórmon, os líderes da Fight the New Drug negam ter feito lobby em nome da crença.
Já a Free Speech Coalition, uma associação da indústria pornográfica, reivindicou maior abertura ao diálogo. "Devemos viver em uma sociedade onde a sexualidade é discutida abertamente e tratada de forma educada e sem tabus, mas nunca estigmatizada", afirmou Mike Stabile, porta-voz do grupo. "Precisamos, porém, trabalhar juntos para evitar o acesso de não-adultos a material pornográfico." http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/mundo-insolito/2016-04-20/estado-americano-declara-pornografia-como-problema-de-saude-publica.html