English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

sexta-feira, abril 29, 2016

Servidor suspeito de desvios de medicamentos é preso em Barra Mansa

Servidor suspeito de desvios de medicamentos é preso em Barra Mansa
 
Agentes do GAP (Grupo de Apoio aos Promotores), do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, prenderam na quinta-feira o servidor público de Barra Mansa Ademir José Alves, de 58 anos, suspeito de participar de um esquema de fraude na aquisição e distribuição de medicamentos destinados à Secretaria Municipal de Saúde. A prisão ocorreu no almoxarifado da secretaria, no bairro Saudade.

Segundo os agentes, no local havia uma carga de medicamentos recebida na última terça-feira, mas causou estranheza, primeiro, o fato de a nota fiscal correspondente aos produtos ter sido levada para casa pelo funcionário. Ele chegava ao local de trabalho quando foi abordado. De acordo com os agentes, a nota deveria estar na secretaria.

Ainda de acordo com os agentes, foi constatado que no almoxarifado havia um número menor de medicamentos e insumos que o descrito no documento fiscal. Ademir teria relatado que alguns produtos já tinham sido despachados para as UPAs (Unidade de Pronto Atendimento) do Centro e da Região Leste, além do Hospital da Mulher.

Diante da informação dada por ele, o GAP seguiu para as unidades, onde teria sido verificado que a quantidade de produtos entregues também era substancialmente menor do que o declarado na nota. Diante da constatação, o servidor foi preso em flagrante e levado para a delegacia de Barra Mansa, onde foi indiciado por peculato (apropriação ou desvio de valores e bens públicos praticado por servidor). Até o momento da publicação desta nota, a Secretaria de Saúde não se manifestou a respeito. O Ministério Público agiu a partir de uma denúncia.


FONTE: http://www.focoregional.com.br/Noticia/servidor-suspeito-de-desvios-de-medicamentos