English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

terça-feira, julho 12, 2016

Acordo Coletivo 2016/2017 ; CSN chama Sindicato dos Metalúrgicos para uma rodada de negociação


Reunião acontecerá nesta quinta-feira, dia 14; metalúrgicos querem reposição da inflação
Volta Redonda – 11/7, segunda-feira: Depois de 60 dias sem sinalizar para uma reunião, a CSN chamou o Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense para uma rodada de negociação para o acordo coletivo 2016/2017. O encontro foi agendado para quinta-feira, dia 14, na antiga sede do Escritório Central, na Vila Santa Cecília. “O sindicato já vinha alertando à CSN sobre o limite da paciência que os trabalhadores confiam à entidade para negociar pacificamente o acordo coletivo”, relata o boletim do Sindicato, entregue hoje aos trabalhadores da CSN.
A pauta foi enviada em abril à empresa e, até agora, ela só fez uma reunião com o sindicato, em 19 de maio. E, mesmo assim, oferecendo aumento zero e ainda ameaça retirar direitos dos trabalhadores. “Recentemente, a CSN foi premiada como a melhor empresa do setor de siderurgia, no Especial Maiores e Melhores, da Revista Exame (divulgação feita através do seu facebook, no dia 30/6). A notícia diz que ‘o prêmio foi atribuído à companhia pela forma como a empresa enfrentou o cenário adverso no mercado brasileiro em 2016, aumentando sua rentabilidade em 20%’”, divulgou o sindicato. Só no quarto trimestre do ano passado, a produção da empresa foi de 7,2 milhões de toneladas de aço.
- Infelizmente, o que ela parece esquecer é de valorizar aqueles que realmente são responsáveis por todo este sucesso: os trabalhadores. Apesar de anunciar que o seu lucro saltou 30 vezes no quarto trimestre de 2015 para R$ 2 bilhões, pagou somente 0,87% do salário de PLR aos seus funcionários. E só este ano a empresa já aumentou 30% o preço do aço. E o metalúrgico reivindica só 9,82% de reajuste – disse Silvio Campos, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense.
A paralisação da Usina Presidente Vargas prevista para acontecer essa semana será temporariamente até a reunião de quinta-feira. 
Mais informações – (24) 9.9930-0712 André Aquino, assessor de imprensa