English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

quarta-feira, agosto 03, 2016

Número de internautas na China é três vezes a população do Brasil Comente

A população de internautas chineses, a maior do mundo, supera as 700 milhões de pessoas, anunciaram nesta quarta-feira (3) as autoridades, o que representa mais da metade dos usuários de internet no mundo. Para se ter uma ideia, segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem 204 milhões de habitantes.
A China tinha no fim de junho 710 milhões de internautas --pessoas que se conectaram à internet ao menos uma vez nos últimos seis meses --indicou o Centro de Informação sobre Internet (CNNIC), um organismo associado ao governo.
Foi registrado um avanço de 3,1% em relação ao fim de dezembro, acrescentou o CNNIC em um comunicado.
Este número, que representa mais do que o dobro da população dos Estados Unidos, significa que um internauta em cada dois no mundo está na China.
O CNNIC também afirmou que 92,5% dos internautas chineses navegam pela internet através de seus celulares.
As autoridades chinesas seguem, no entanto, censurando de forma implacável a internet. As redes sociais Facebook, Twitter ou Instagram estão proibidas no país, assim como Google e Gmail. Uma parte dos meios de comunicação ocidentais sofre o mesmo bloqueio. Os conteúdos dos meios de comunicação digitais chineses estão sob um rigoroso controle governamental.
No plano econômico, no entanto, Pequim busca impulsionar as empresas inovadoras e as vendas na internet para dinamizar o modelo de crescimento econômico do país, cujos motores econômicos tradicionais (exportação, indústria pesada, indústria manufatureira) estão em declínio.http://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2016/08/03/numero-de-internautas-na-china-e-tres-vezes-a-populacao-do-brasil.htm?cmpid=fb-uolnot