English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

sábado, setembro 24, 2016

Volta Redonda tem saldo positivo na abertura de empresas

De acordo com os dados da 4ª Delegacia da Jucerja e da Coordenadoria de Indústria, Comércio e Turismo (CICT) de Volta Redonda, a cidade apresentou um saldo positivo de empresas abertas de 6,5% no período de janeiro a agosto, na comparação entre os anos de 2015 e 2016. No total, 618 empresas foram abertas em 2016, até o mês de agosto, contra 580 no mesmo período de 2015.
        No mês de agosto de 2016, o saldo positivo foi de 119 empresas, com 142 empreendimentos ativados, e 23 sendo desativados. O setor que apresentou resultado mais positivo foi o de prestação de serviços, com 55 empresas (63 empresas abertas e 8 fechadas), seguido pelo comércio, que teve saldo positivo de 51 empresas – 57 abertas e 6 fechadas. O setor de comércio e prestação de serviços teve saldo positivo de 11 empresas (17 abertas e 6 fechadas), e na indústria o saldo positivo foi de 2 empresas (5 ativadas e 3 desativadas).
        O coordenador da CICT e da 4ª Delegacia da Jucerja, Haroldo Fernandes, disse que a política de investimentos e qualificação de mão de obra do governo municipal contribui positivamente para o resultado.
        “Nossa cidade é diferenciada, com um potencial muito grande para investimentos, temos uma mão de obra muito qualificada. E mesmo na crise, o governo municipal nunca deixou de investir na capacitação para geração de renda e qualificação profissional, principalmente entre os jovens”, afirmou.
        Fernandes salientou ainda que um grande número das empresas foi aberta na modalidade MEI (Micro Empreendedor Individual), e que os resultados mostram a força da economia da cidade. “O município perdeu empregos, mas as pessoas procuram investir no próprio negócio. Temos uma economia forte, uma folha de pagamento mensal de cerca de 60 mil aposentados na cidade, empresas fortes e uma extensa rede de serviços e comércio”, disse o coordenador, que completou: “Por isso é uma cidade diferenciada, não é à toa que temos alcançado todos estes bons índices de eficiência, divulgados na imprensa nacional”.