English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

sexta-feira, dezembro 30, 2016

Os nomes anunciados de Rodrigo Drable e a minha opinião !

A lista dos secretariados de Rodrigo Drable foi anunciada, muitos não gostaram, muitos outros ficaram satisfeitos e sim, esperam uma Barra Mansa melhor a partir de 2017.

Achar que os nomes apresentados agradariam a todos é ilusão. Vendo a lista, acho que um dos critérios devem ter sidos competência técnica pois creio que todos detém e alguns outros acordos políticos, pois, sem estes, como vamos receber verbas estaduais e federais? Achar que um prefeito sozinho é melhor que um grupo pedindo a mesma coisa é não ter noção que estamos em crise e conseguir recursos não será nada fácil para esta cidade sem um trabalho árduo e sério.

Só não conheço a secretária de Educação: Flávia Sampaio, Planejamento: Jorge Melhem, Susesp: Fernando Balduíno, Fazenda: Everton Rezende, Desenvolvimento Rural: Adilson Delgado Rezende.

Os demais já mantive um diálogo, já tive oportunidade a acompanhar algumas de suas atuações. Muitos merecem aplausos e desejo boa sorte nesta jornada.

Claro que cada um de nós pensamos de uma forma, analisamos de uma forma e acreditamos que teriam outras pessoas melhores para cada função, mas isso é normal, pois cada um temos uma ótica.Que precisamos a partir do primeiro dia do ano que vem é pensar mais no coletivo, é acreditar que a nossa cidade terá um governo muito mais preparado que o atual e as coisas vão entrar em ordem, mas não ache que isso será nas primeiras 24h, pois Rodrigo foi eleito para trabalhar e governar e não para fazer mágicas.

Desde já lembro a todos que fica também um grande desafio a população que seja mais participativa, atuando em conselhos internos externos de fiscalização, apresentando críticas e sugestões em fóruns deliberativos e instâncias competentes.

É preciso a partir de janeiro focar na prefeitura, mas também nos 19 vereadores eleitos e seus projetos para a cidade. Somente a união do executivo, legislativo e sociedade civil que as coisas começarão a entrar no eixo.