English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

terça-feira, janeiro 17, 2017

Prefeito recebe grupo de motoboys


Reunião debateu melhorias nas condições de trabalho

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, recebeu nesta terça-feira, dia 17, em seu gabinete, um grupo de motoboys para debater melhorias de trabalho para a categoria. Também estiveram presentes representantes da Guarda Municipal e Polícia Militar. Entre as preocupações dos motoboys os assaltos foram apontados como a mais relevante. Segundo eles, estão cada vez mais constantes, principalmente, entre os bairros Volta Grande, Santo Agostinho, Vila Mury, Niterói, Conforto e Sessenta.

O taxista e ex-motoboy, André Fernandes, mostrou preocupação na quantidade de assaltos. “Se eu não me engano, nos últimos 15 dias, oito motoboys tiveram a moto furtada. É uma coisa que me preocupa porque em 10 anos que eu moro aqui em Volta Redonda, não me lembro de ter acontecido uma onda tão grande de assaltos nesse seguimento”, declarou André.

Foram abordadas também a exigência do curso de motoboy, que muitos não fazem por causa do valor; as poucas vagas para motos; e a quantidade de blitze feitas no município.  O comandante da Guarda Municipal, Paulo Henrique Dalboni, explicou a necessidade da realização da fiscalização. “Nós realizamos muitas apreensões de motos nos últimos anos. Justamente, com o intuito de tirar de circulação essas motos que não são usadas corretamente e que, muitas são usadas para assaltos, como esses que vocês estão denunciando”, disse.

O prefeito se mostrou receptivo às solicitações. “Nosso governo é feito de ouvir a todos. Eu me coloco à disposição para ajudar a organizar a regularização dos motoboys. O primeiro ponto é a regularização dos para evitar que sejam prejudicados nas fiscalizações. Porque não tem como evitar que as mesmas ocorram, pois são necessárias. O que precisamos fazer é dar suporte para vocês andarem documentados”, falou Samuca, afirmando que está estudando uma forma de melhorar o estacionamento público, não só para as motos, mas no geral.