English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

segunda-feira, janeiro 16, 2017

Samuca e Pansera conversam sobre benefícios para Volta Redonda


Prefeito aproveitou a visita do deputado para solicitar apoio sobre parcelamento de dívida com a Caixa Econômica Federal


O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, recebeu na manhã desta segunda-feira, dia 16, o deputado federal Celso Pansera, que tem circulado pela região conhecendo os novos prefeitos e oferecendo seu apoio como deputado. “O objetivo é fazer com que o Estado do Rio se desenvolva e a atuação dos municípios é muito importante”, afirmou Pansera.

Samuca aproveitou a reunião para falar sobre a dívida que o município tem com a Caixa Econômica Federal. “Decretei Estado de Calamidade Financeira, em Volta Redonda, por conta dessas dívidas. Delas, aproximadamente 50% (R$ 446 milhões) são referentes ao FGTS. Não pedi anistia para a Caixa e sim o parcelamento, mas tive informações que meu pedido foi negado porque o governo anterior fazia acordos e não cumpria”, contou o prefeito, solicitando o apoio do deputado para agilizar uma reunião com o presidente do banco. “Eu quero mostrar que vamos agir diferente e esse parcelamento é essencial para as contas do município”, reforçou.

O deputado salientou que tem o intuito de trazer para Volta Redonda uma ICT (Instituição de Pesquisa Científica e Tecnológica). De acordo com Pansera, é uma fonte de recursos não retornáveis e Volta Redonda tem o perfil para sediar uma. “O Brasil investe 1,7% do PIB em pesquisas tecnológicas. É um bom recurso para a cidade”, comentou.

Samuca fala sobre Museu de Tecnologia

Aproveitando o papo sobre tecnologia, Samuca revelou um sonho. “Quero abrir em Volta Redonda um Museu de Tecnologia. Têm muitos pelo mundo, mas poucos onde os computadores ainda funcionam. Pelas minhas pesquisas, esse vai ser o primeiro no Brasil a ter os computadores funcionando”, disse Samuca. O prefeito acrescentou ainda que o acervo será doado ao município. “Quero colocar Volta Redonda no circuito de turismo da região”, afirmou o prefeito.

Ao fim da reunião, Pansera reforçou o compromisso de colaborar no contato com a Caixa Econômica e na busca pela instalação da ICT. “Sobre o museu, acabei de ficar sabendo dessa iniciativa e acho ótima. É possível o apoio a ele também. Vamos primeiro buscar a solução do parcelamento da dívida com a Caixa, que é o que precisa ser resolvido de imediato e, em seguida, damos os próximos passos”, concluiu.