English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

quinta-feira, janeiro 12, 2017

Vinte e cinco milhões em investimentos em Volta Redonda




Empresa americana quer trazer para a cidade uma empresa especializada em energia solar

Parceiros brasileiros da empresa americana Energea, se reuniram no final da tarde desta quarta-feira, dia 11, com o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, e o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Joselito Magalhães, na prefeitura. Durante o encontro, o sócio do empreendimento no Brasil, Antônio Pires, declarou que a empresa, especializada em painéis de captação de energia solar, pretende instalar três unidades no país, mais especificamente no Estado do Rio de Janeiro, e Volta Redonda é uma das cidades visadas para receber o empreendimento.
São R$ 25 milhões em investimentos, em cada planta (fábrica). Estamos em fase de busca pelos locais e incentivos fiscais. Volta Redonda tem grande possibilidade de receber esse investimento, pois há uma área estratégica e o prefeito demonstrou interesse. A ideia é que até o fim do primeiro semestre deste ano, já estejamos funcionando”, disse Antônio.
O prefeito reafirmou o interesse do governo municipal em colaborar e trazer a empresa para a cidade. “Para Volta Redonda esse investimento é muito importante. A empresa se instalando aqui, teremos um aumento no ICMS Verde, além de gerar emprego e renda para a população”, informou Samuca.
O secretário Joselito Magalhães, acrescentou a importância ambiental e econômica que a unidade da empresa americana pode gerar na cidade. “Já há empresários interessados em investir em energia solar. Uma empresa desse porte na cidade vai movimentar ainda mais esse segmento”, ressaltou o secretário.