English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

quarta-feira, fevereiro 01, 2017

Prefeitura de Volta Redonda oferece curso de culinária no Padre Josimo

Prefeitura de Volta Redonda oferece curso de culinária no Padre Josimo
Centro de Produção Alimentar é promovido pela SMAC

Visando a geração de emprego e renda, a Secretaria de Ação Comunitária de Volta Redonda (SMAC), está promovendo um curso de culinária, no Centro de Educação e Produção Alimentar (CEPA), no bairro Padre Josimo. A primeira turma do ano conta com 13 alunas, que são moradoras da comunidade. As aulas acabam final de fevereiro e em março já inicia uma nova turma.

Segundo a administradora do CEPA, Aparecida de Fátima Coelho, as ações proporcionadas pela SMAC tem como objetivo incentivar as moradoras da comunidade a aumentar a renda familiar. “A comunidade é muito carente. E o curso ajuda essas mulheres a melhorar sua renda. Muitas iniciam um negócio e vendem o que já aprenderam a produzir aqui no curso. Essa renda extra é muito importante para toda a família”, disse Aparecida, informando ainda que o CEPA possui um grupo de produção, formado por antigas alunas que vende os produtos, geralmente biscoitos, doces e bolos, no Mercado Popular.

Para a culinarista e professora Ana Cristina Calhau, geralmente, os cursos proporcionam melhoria da vida financeira dos alunos e ainda abre horizontes, pois estimula o empreendedorismo. “Esses cursos são oferecidos melhorar ou complementar a renda familiar. Muitos começam aqui com um simples curso de culinária e depois, buscam mais conhecimento, novas receitas e acabam por começar um negócio”, afirmou a professora.

O Centro já atendeu cerca de 200 alunos e busca realizar receitas com ingredientes simples e de fácil acesso. “É uma forma de fazer com que, de fato, elas consigam produzir em casa e realizar a venda dos produtos”, salientou Ana Cristina.

A previsão é que as próximas turmas também atendam moradores de bairros vizinhos como Jardim Belmonte, Belmonte e Siderlândia. Segundo a aluna Maria da Penha Regis, aposentada que esta participando pela terceira vez das aulas, o curso deveria ser ampliado. “Pela terceira vez estou participando do curso. Sempre trazem novas receitas. Já produzi e vendi algumas coisas que aprendi a fazer aqui. Gosto tanto que acho que deveria ser ampliado para mais pessoas participarem das aulas e começarem a ter mais essa possibilidade de renda”, acrescentou Maria da Penha.