English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

terça-feira, fevereiro 14, 2017

Sete mil consultas em menos de dois meses em Volta Redonda


Mutirão da Saúde pretende reduzir drasticamente a fila em diversas especialidades médica e acabar com a demanda reprimida


Após reunião com o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, ficou definido o início do Mutirão da Saúde. A semana começou acelerada. Organizado pelo governo municipal, o objetivo é diminuir a fila de espera que se formou ao longo dos últimos anos, para consultas em diversas especialidades e cirurgias. O mutirão vai oferecer até o final de março, sete mil vagas para consultas em especialidades como ortopedia, oftalmologia, urologia, entre outras.

A ação inclui as Cirurgias de Catarata. A previsão é que 400 procedimentos sejam realizados, por mês. “O mutirão marca o retorno das cirurgias de catarata no município, que estavam paralisadas há nove meses”, afirmou a secretária municipal de Saúde, Márcia Cury.
“As cirurgias de catarata foram reiniciadas na última segunda-feira, dia 13, mas a ideia é realizar o Mutirão de Cirurgias, agregando outras especialidades. Já estamos fazendo o levantamento do custo operacional e aquisição de OPME (Órteses, Próteses e Materiais Especiais), principalmente para cirurgias ortopédicas e de urologia”, ressaltou Márcia Cury. 
O terceiro turno também foi implantado na Policlínica da Cidadania. A medida garante a realização do Mutirão da Saúde para extinguir a demanda reprimida de consultas em algumas especialidades. Esta primeira fase do mutirão vai até dia 31 de março. “Resolvemos ofertar mais consultas para atender melhor a população. Somente para oftalmologia, ortopedia, urologia e gastroenterologia temos uma demanda reprimida de 10.877 consultas acumulada nos últimos anos ”, informou Márcia Cury.
Para oftalmologia o município vai praticamente dobrar o número de consultas ofertadas no período do mutirão. “Estavam previstas 2.694 consultas e serão realizadas 4.854, ou seja, 2.160 a mais”, garantiu a secretária, lembrando que, para isso, além da implantação do terceiro turno, haverá agendamento para o sábado, dia 18 de fevereiro.
Para ortopedia, serão ofertadas 900 consultas e para gastroenterologista, os atendimentos vão passar do dobro com o mutirão: além das 617 vagas previstas, serão abertas mais 630. “A próxima ação da Secretaria de Saúde para encerrar a demanda reprimida por consultas com especialistas será a contratação de médicos urologistas para integrar o mutirão”, confirmou Márcia Cury, acrescentando que a secretaria fará o mesmo para zerar a espera por exames no município.
Nesta etapa, ainda foi ampliada a agenda para alergista. A oferta de consultas passou de 40 para 325 vagas. Para a realização do Mutirão da Saúde foram consideradas as demandas reprimidas e os atendimentos represados até seis meses atrás, exceto para ortopedia e oftalmologia que foram considerados até um ano atrás. A decisão obedece a protocolo do Ministério da Saúde. “Após esse período, os pacientes deverão procurar as Unidades Básicas de Saúde e de Saúde da Família para nova avaliação”, esclareceu Márcia Cury.