English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

quinta-feira, abril 20, 2017

VOLTA REDONDA NA CONTRA MÃO DA CORRUPÇÃO


Prefeito Samuca Silva acaba com "regalias" e
chama a sociedade para governar

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, decreta medidas que valorizam  o pensamento do governo municipal,  diante dos escândalos no Brasil. Ele decidiu extinguir qualquer tipo de sigilo sobre as informações municipais, a chamada Transparência Ativa. Proibiu o uso de carro oficial do prefeito, no dia a dia da cidade e irá trabalhar com o próprio carro. A exceção são as viagens para outros municípios.

Samuca proibiu também o uso de carro público nos fins de semana a não ser os destinados estritamente aos serviços de plantão. Os secretários não podem ser indicações políticas e se encaixarão na lei da ficha limpa, além de ter uma analise técnica. Todos da administração: servidores, comissionados e secretários devem apresentar declaração de bens.

O prefeito decretou ainda a criação de um grupo de trabalho com prazo de 60 dias para regulamentar a Lei Anti-Corrupção. Criou também a auditoria social que pretende submeter o prefeito a sociedade com prazo de sete dias para respostas. A nomeação de agentes de fiscalização e arrecadação não pode ser destinada a pessoas que tenham filiação partidária.

Por fim, o prefeito Samuca Silva, estabeleceu prazo para implantação do portal da transparência e também para o impostômetro. "A minha intenção com esse decreto é atender ao que a população mais quer: honestidade, transparência e seriedade com a administração pública. De uma vez por todas, vamos fazer com os recursos públicos sejam usados de maneira que a população possa acompanhar tudo e não ter dúvidas sobre os governadores eleitos pelo povo", explicou Samuca Silva.