English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

sexta-feira, abril 07, 2017

Volta Redonda terá Pré-Conferência de Saúde


Evento, neste sábado, dia 08, é uma etapa preparatória para a
 XI Conferência Municipal de Saúde

O Plano Municipal de Saúde de Volta Redonda para o quadriênio 2018/2021 começa a ser moldado neste sábado, dia 08, com as pré-conferências de Saúde, que serão realizadas no UGB (Centro Universitário Geraldo Di Biasi), no Aterrado. Durante o evento, grupos de vários segmentos da sociedade civil estarão reunidos discutindo propostas para construção do novo Plano Municipal de Saúde.

Como a organização dos serviços de saúde do município de Volta Redonda está divida administrativamente e geograficamente em dois Distritos Sanitários, o evento acontecerá em duas etapas, pela manhã, das 9 às 13h, com representantes do Distrito Sanitário Sul e à tarde, das 14 às 17h, com representantes do Distrito Sanitário Norte.

Os participantes se dividirão para discussão em grupo, seguindo as diretrizes estabelecidas pelo Ministério da Saúde. As propostas serão encaminhadas para discussão na XI Conferência Municipal de Saúde, que será realizada no último final de semana de maio.

Diretrizes para o Plano Municipal de Saúde 2018/2021

Acesso com qualidade – Ampliar e qualificar o acesso aos serviços de saúde de qualidade, em tempo adequado, com ênfase na humanização, equidade e no atendimento das necessidades de saúde, aprimorando a política de atenção básica, especializada, ambulatorial e hospitalar, e garantindo o acesso a medicamentos no âmbito do SUS.

Aprimorar as redes de atenção – Aprimorar as redes de atenção e promover o cuidado integral às pessoas nos vários ciclos de vida (criança, adolescente, jovem, adulto e idoso), considerando as questões de gênero e das populações em situação de vulnerabilidade social, na atenção básica, nas redes temáticas e nas redes de atenção.

Ações de Vigilância, Promoção e Proteção – Reduzir e prevenir riscos e agravos à saúde da população por meio das ações de vigilância, promoção e proteção, com foco na prevenção de doenças crônicas não transmissíveis, acidentes e violências, no controle das doenças transmissíveis e na promoção do envelhecimento saudável.

Gestão do Trabalho e Educação em Saúde – Fortalecer o papel do Estado na regulação do trabalho em saúde e ordenar, para as necessidades do SUS, a formação, a educação permanente, a qualificação, a valorização dos trabalhadores e trabalhadoras, combatendo a precariedade e favorecendo a democratização das relações de trabalho. Tudo isso, considerando as metas de superação das demandas do mundo do trabalho na área da saúde estabelecidas pela Década de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde.

Financiamento, melhorando o padrão do gasto – Garantir o financiamento estável e sustentável para o SUS, melhorando o padrão do gasto. Melhorar o padrão de gasto, na perspectiva do financiamento estável e sustentável do SUS.