English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

quinta-feira, junho 08, 2017

ACIAP BM cobra transferência das manobras do Centro para pátio de Anísio Brás

ACIAP BM cobra transferência das manobras do Centro para pátio de Anísio Brás

As constantes interrupções no tráfego de veículos e pedestres no Centro de Barra Mansa motivou a diretoria da ACIAP BM a enviar ofícios para as concessionárias FCA (Ferrovia Centro-Atlântica S.A) e MRS Logística cobrando a efetiva transferência das manobras para o pátio localizado em Anísio Brás. Segundo a presidente da ACIAP BM, Denyse Singulani, a entidade quer um posicionamento oficial das concessionárias sobre o motivo de ainda estarem realizando manobras no Centro.

“O pátio em Anísio Brás foi especialmente construído para abrigar as manobras. No entanto, as empresas têm feito essas atividades no Centro, causando inúmeros transtornos à população diariamente. Questionamos a razão de não usarem o pátio e cobramos que as concessionárias não realizem manobras das composições de trens na área central. A cidade já para, em média, três horas por dia para o vai e vem dos trens”, explicou Denyse.

Ela ressalta que as empresas receberam os ofícios no último mês de abril, porém ainda não atenderam as solicitações da entidade. “Gostaríamos de receber o retorno das empresas para abrir diálogo sobre a situação que afeta diretamente o cotidiano dos barramansenses. A população atravessa a linha em diversos momentos do dia, inclusive para chegar ao trabalho. Esperamos que o pátio de Anísio Brás seja de fato utilizado para melhorar o tráfego no município”, disse a presidente, reforçando que a entidade mais uma vez vai cobrar um posicionamento das concessionárias.