English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

sexta-feira, junho 02, 2017

Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza termina dia 09

Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza termina dia 09
Em Volta Redonda, quase 25 mil idosos já foram vacinados

De uma população de 32.919 idosos em Volta Redonda, 24.819 tomaram a vacina contra o vírus H1N1. Até o momento, 34.480 doses foram aplicadas durante a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, o que gerou uma cobertura de 63,73% no município. A meta é atingir 90%, ou seja, imunizar 65 mil pessoas. A campanha começou no dia 17 de abril e iria até 26 de maio, mas o Ministério da Saúde decidiu prorrogar para a próxima sexta-feira, dia 9 de junho. As crianças são o público alvo que menos foi imunizado. De 13,7 mil crianças com menos de cinco anos, apenas 5.326 foram vacinadas, na cidade.
O aposentado Antônio da Silva Souza, de 75 anos, morador do Aterrado, preferiu ir logo cedo à unidade mais próxima. “Vacino contra a gripe todos os anos. Com a idade, ficamos mais frágeis, debilitados e mais dependentes de nossos familiares. Qualquer gripe, embora não pareça grande coisa para as outras pessoas, pode ser fatal para nós”, alertou.
Segundo a coordenadora da vigilância epidemiológica, Cinara Cunha, apesar dos números estarem baixos, ainda foram maiores que o do estado do Rio de Janeiro, que obteve apenas 47% de cobertura total até então. “Ano passado tivemos uma procura bem maior. É uma vacina de vírus inativo, ou seja, ela não desenvolve a gripe nas pessoas. Geralmente, a população possui certa resistência, justamente por ter este medo. É uma vacina que previne tanto a gripe quanto outras complicações que a doença pode causar”, explicou Cinara.
Ainda de acordo com os dados, de 2.453 gestantes, 1.084 foram vacinadas; de 3.938 trabalhadores de saúde, 2.735 receberam as doses; e de 403 puérperas, 230 receberam a dose da vacina. De acordo com o superintendente de atenção básica, Amarildo Martins, algumas estratégias para aumentar a quantidade de pessoas vacinadas foram adotadas na reta final da campanha. “Estamos intensificando a visita domiciliar dos agentes comunitários. Além disso, os profissionais que atuam nos hospitais estão sendo vacinados dentro do próprio ambiente de trabalho, justamente para não ter a dificuldade de se deslocar do local. Nosso objetivo é simples: diminuir as complicações que a gripe pode causar na sociedade”, concluiu.

Todas as unidades básicas de Saúde e de Saúde da Família, das 8h às 17h, disponibilizam a vacina. Pessoas portadoras de doenças crônicas podem tomar a vacina contra a H1N1, mas antes devem apresentar prescrição médica para que as doses sejam aplicadas.