English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

terça-feira, junho 06, 2017

Hospitais municipais encerram capacitação para enfermeiros

Hospitais municipais encerram capacitação para enfermeiros

O objetivo foi a aplicação da Sistematização da Assistência de Enfermagem, que cria fluxo de trabalho para melhor assistir os pacientes



O Núcleo de Ensino e Pesquisa do Hospital São João Batista, coordenado pela enfermeira Márcia Figueira Canavez, encerrou na tarde desta segunda-feira, dia 05, o Curso de Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE), voltado para enfermeiros da unidade e do Hospital Municipal Munir Rafful (HMMR).
As aulas, uma parceria com o UniFOA (Centro Universitário de Volta Redonda), foram ministradas pelas enfermeiras e professoras da instituição de ensino Renata Martins e Nelita Pereira no auditório do UniFOA, anexo ao Hospital São João Batista e no campus da universidade no Aterrado. Foram doze encontros iniciados no dia 20 de março.
De acordo com Márcia Canavez, o objetivo da capacitação foi a aplicação da Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE), que auxilia os enfermeiros no processo de acompanhamento de pacientes. “O enfermeiro deve acompanhar o paciente e observá-lo como um todo. O ideal é que um único profissional cuide do paciente, ministre a medicação e faça os cuidados básicos de higiene pessoal”, explicou Márcia, acrescentando que a aplicação do SAE inclui observação do histórico do paciente e avaliação do estado geral.
Participaram do encerramento e diretora do Hospital São João Batista, Hélia Paula Brum Maia, e a gerente de Enfermagem, Cintia Cristine da Silva. A diretora agradeceu o empenho dos profissionais que se dispuseram a participar do curso fora do horário de trabalho e plantão e reafirmou que a aplicação da sistematização tem como objetivo o atendimento mais humanizado dos pacientes. “Espero que o conhecimento compartilhado no curso não se
torne papel dentro de uma gaveta e que vocês levem o que aprenderam para os seus postos de trabalho”,
concluiu.
Entre os profissionais a iniciativa do curso foi aprovada. Enfermeiro do Setor de
Pediatria do HSJB, Jefferson da Silva Pereira, que atua há três anos na unidade, acredita que a aplicação da Sistematização da Assistência “significa um novo tempo no atendimento aos pacientes”. Já a enfermeira Carla Gonçalves, do Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar, há sete anos no hospital, afirmou que “foi uma ótima oportunidade de aprendizado para levarmos para dentro do ambiente de trabalho, na prática”.