English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

sexta-feira, junho 23, 2017

Prefeitura de Barra Mansa realiza caminhada de combate à violência contra o idoso

Prefeitura de Barra Mansa realiza caminhada de combate à violência contra o idoso

Em 2016, Creas realizou cerca de 400 atendimentos a idosos em situação de violência; este ano, já somam 120 atendimentos

Chamar a atenção da sociedade para os casos de violência contra o idoso. Essa foi a principal finalidade da caminhada realizada no início da tarde desta sexta-feira, dia 23, no Centro de Barra Mansa, pela prefeitura, através da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, do Centro de Convivência do Idoso e da Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer. Dados do Creas (Centro de Referência Especializada em Assistência Social) dão conta que apenas nos primeiros seis meses deste ano foram realizadas cerca de 120 atendimentos a idosos vítimas de maus tratos.

O coordenador do Creas, Célio dos Santos de Oliveira, disse que mensalmente são realizados em média 20 atendimentos a idosos em situação de violência. “Em 2016 atendemos em torno de 400 casos, com maior incidência para a negligência, abuso financeiro, maus tratos e abandono dos familiares”, detalhou.

As denúncias, ainda de acordo com Célio Santos, chegam através do Ministério Público, do Disque 100 e da Delegacia de Polícia. “Nosso primeiro procedimento é convocar a família por carta. Em caso de não comparecimento, fazemos a visita domiciliar e buscamos conscientizar os familiares sobre outros procedimentos em relação ao idoso, inclusive que a violência contra o idoso é crime. Especificamente nos casos de abuso financeiro, acionamos a Delegacia para que os valores sejam ressarcidos. Alguns casos podem culminar com a prisão. Já os fatos reincidentes de maus tratos  são encaminhados para o MP, que penaliza o agressor com pagamento de fiança e até a retirada do idoso para uma instituição especializada nos cuidados a terceira idade”, explicou o coordenador do Creas.

Para a secretária de Assistência Social, Ruth Coutinho, a violência contra os idosos está relacionada em parte a desestrutura social das famílias. “É preciso resgatar a instituição família e seu papel na transformação da sociedade. A fé em Deus e o amor ao próximo também são sentimentos que precisam reascender no ser humano”, declarou.

O coordenador do Centro do Idoso, Eduardo Pimentel, relatou que até o momento o órgão não tem registros de casos de violência contra os idosos. Ele atribuiu o fato ao trabalho preventivo realizado na unidade, situada no bairro Ano Bom, onde aproximadamente 300 atendimentos são realizados por dia.

Rose Vilela, secretária de Juventude, Esporte e Lazer analisou que, através do Programa Vida Saudável, cerca de dois mil idosos têm sido atendidos no município com atividades de lazer e recreação. “É um mecanismo que nos possibilitar cumprir o Estatuto do Idoso”, destacou Rose.

Sebastiana Magalhães, 72 anos, moradora do bairro Saudade e participante do evento, disse que os idosos merecem ser tratados com dignidade. Maria Zacarias, 73 anos, residente no bairro Boa Sorte, também comunga da mesma opinião. “Criamos nossos filhos com todo carinho e, o mínimo que precisamos, é de respeito”, disse.

A caminhada contou com a participação de idosos de várias localidades e de representantes da Igreja Matriz de São Sebastião, Associação de Pessoas com Deficiência Física de Barra Mansa. O evento também foi uma alusão ao Dia Mundial de Combate à Violência contra a Pessoa Idosa, celebrado em 1 de junho .