English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

quarta-feira, junho 14, 2017

Secretaria de Saúde de Volta Redonda intensifica vacinação contra HPV para adolescentes

Secretaria de Saúde de Volta Redonda intensifica vacinação contra HPV
para adolescentes
Estratégia, proposta pelo governo do estado, vai de 19 de junho a 21 de julho

A prefeitura de Volta Redonda, por meio da secretaria municipal de Saúde, vai começar na próxima segunda-feira, dia 19, a intensificação da vacinação contra o HPV. O período de campanha vai até 21 de julho, sendo sábado, dia 01 de julho, o Dia D de Mobilização. A ação foi proposta pela secretaria estadual de Saúde. Em Volta Redonda, as vacinas estão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde e Unidades Básicas de Saúde da Família. Os usuários devem procurar sua unidade de referência, de 8h às 17h, portando o cartão de vacina.

Entre as vacinas oferecidas está a HPV quadrivalente, que, a partir desta ação, atenderá também os meninos de 11 a 14 anos. “Os meninos passaram a ser contemplados com a vacina contra o HPV em janeiro de 2017, mas somente para maiores de 12 e menores de 13 anos, agora a faixa etária foi ampliada”, disse o superintendente municipal da Atenção Básica, Amarildo Martins.

Esta ampliação fortalece as ações de saúde na população masculina e possibilita a prevenção da ocorrência de cânceres de pênis, anus, orofaringe e verrugas genitais. “A vacinação dos meninos contribui para o aumento da proteção nas meninas, evitando o contágio. Nas mulheres, a principal consequência do HPV é o câncer de colo de útero, mas a ampliação da vacinação nos meninos vai impactar, nas próximas décadas, o perfil epidemiológico das infecções causadas pelo HPV em ambos os sexos”, afirmou Amarildo.   

Segundo Amarildo, é bom lembrar que a faixa etária para vacinação contra o HPV nas meninas também foi ampliada desde janeiro deste ano. Meninas entre nove e 15 anos devem ser vacinadas. As meninas recebem a vacina pela Rede Pública de Saúde desde 2014. A vacina contra o HPV é ministrada em duas doses, sendo que a segunda deve ser aplicada, no mínimo, seis meses após a primeira e, no máximo, até 12 meses.

MAIS VACINAS – Além da imunização contra o HPV, outras vacinas do Calendário Nacional de Vacinação do Adolescente estão disponíveis para atualização da caderneta vacinal, um dos objetivos da secretaria de Estado de Saúde. A meningocócica C, que evita doenças como a meningite, para adolescentes de 12 e 13 anos; a tríplice viral, contra sarampo, caxumba e rubéola; antitetânica (dT), contra tétano e difteria; e para hepatite B.

“Estas vacinas são encontradas nas unidades de saúde do município durante todo o ano. Então, mesmo com o término do período de intensificação de vacinação proposto pelo governo do estado, os usuários podem procurar a unidade mais próxima de sua residência para a atualização de seu cartão vacinal, mas é sempre bom aproveitar a campanha para não cair no esquecimento”, lembrou Amarildo Martins.