English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

quarta-feira, junho 21, 2017

Suser faz fiscalização na Vila Santa Cecília

Suser faz fiscalização na Vila Santa Cecília
Motoristas de ônibus são flagrados pelo sistema com parada demorada nos pontos em frente ao Sider Shopping

Atendendo reclamações de usuários do transporte coletivo e flagrantes de irregularidades captados nas imagens das câmeras instaladas em frente o Sider Shopping, na Vila Santa Cecília, a Suser (Superintendência de Serviços Rodoviários), realizou no fim da tarde desta terça-feira, dia 20, uma fiscalização no local. De acordo com o monitoramento por GPS, que fica instalado na Central de Trânsito, na sede da Suser, alguns veículos ficam mais tempo que o devido no ponto de ônibus.

Os fiscais verificaram, durante a ação, o tempo de embarque e desembarque, as paradas fora do ponto e a velocidade dos veículos. As reclamações dos usuários por conta de paradas demoradas no ponto são freqüentes, principalmente nos horários de pico, entre 16h e 18h. “Neste ponto não pode ter despachante da empresa de ônibus. O tempo de parada é o necessário para o embarque e desembarque de passageiros que dura de cinco a sete minutos no máximo”, explicou o chefe da Divisão de Fiscalização do Transporte e Trânsito, Sidnei Souza Costa. Um despachante a paisana (sem uniforme da empregadora) foi visto trabalhando no local. Ele foi advertido. 
Segundo Sidnei, as empresas que desrespeitarem a Ordem de Serviço elaborada pela Suser, estão sujeitas ao pagamento de uma Ufivre (valor de R$ 169,75), como multa por cada infração cometida. “As multas e notificações podem ser feitas com o monitoramento e as imagens das câmeras da Central de Trânsito, sem a presença da fiscalização atuando na via pública. Mas esta fiscalização será feita em dias e horários alternados”,  informou.
Os usuários de transporte público elogiaram a atenção dos motoristas no embarque e desembarque de passageiros, principalmente com as pessoas idosas e mulheres com crianças. Mas a existência da parada desnecessária, que chega até superar os 10 minutos em horário de pico foi confirmada por eles. Segundo Ramon Felipe, morador do bairro Santo Agostinho, a demora prejudica o dia a dia dos passageiros. “Eles ficam segurando o ônibus no ponto para entrar o máximo de passageiros. Isto acontece frequentemente e eu acho que é errado este procedimento, porque atrapalha o trânsito e a nossa vida, porque não podemos contar com um horário preestabelecido”, contou Ramon.
Além de ser errado ficar com o veículo no ponto parado, com os passageiros já embarcados, o motorista do transporte coletivo pode criar um sério congestionamento na via pública e aumentar o risco de colisões”, adverte a fiscal Isabel Soares.
Durante a operação de fiscalização, nenhum veículo permaneceu parado no ponto além do necessário e o trânsito fluiu o trânsito normalmente.