English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

sexta-feira, junho 23, 2017

Taxa de mortalidade no Hospital São João Batista cai 28,87%

Taxa de mortalidade no Hospital São João Batista cai 28,87%
no primeiro quadrimestre de 2017
Ministério da Saúde divulgou dados nesta sexta-feira, dia 26

O levantamento do primeiro quadrimestre (janeiro a abril) de 2017, realizado pela direção do Hospital São João Batista, em Volta Redonda, apresenta dados extremamente positivos. Entre os dados, está a queda de 28,87% da taxa de mortalidade no hospital. No mesmo período do ano passado, essa taxa foi de 7,62% e esse ano foi de 5,42%. Além desse dado, já comemorado pela secretaria municipal de Saúde, o levantamento aponta ainda que os pacientes têm permanecido menos tempo internados. O que gerou aumento na internação hospitalar de 4,5%, porém com maior rotatividade. “Isso se deve a uma boa gestão. Quanto menos o paciente fica no hospital, menos casos de infecções hospitalares são registrados, por exemplo. É gestão com qualidade”, ressaltou o diretor médico do hospital, José Geraldo de Castro Barros.
A quantidade de cirurgias realizadas também aumentou.  Segundo a direção, em 2016 foram realizadas 692 cirurgias eletivas (que são agendas), entre janeiro e maio. Já neste ano, foram realizadas 870 cirurgias eletivas, no mesmo período. As cirurgias de urgência também apresentaram aumento: foram 554 cirurgias este ano contra 365 em 2016. Um aumento de 51,78%. “No total, aumentamos 34,72% de cirurgias apenas nesses primeiros meses, sem aumentar número de salas ou de cirurgiões”, anunciou Dr. José Geraldo.
Os dados apresentam ainda outros percentuais impactantes. A realização de exames de imagens como tomografias tiveram aumento de 78% - de 1622, de janeiro a abril em 2016 para 2879, nos primeiros quatro meses de 2017. Mesmo com este aumento do número de tomografias, foi observada uma economia de cerca de R$ 52 mil em controle do uso de contraste nos exames.
Já a ultrassonografia teve um aumento de 48%. Nos primeiros quatro meses de 2016 foram realizados 1622 exames, já neste ano foram 2404, no mesmo período. A gestão do hospital também se empenhou ao longo dos primeiros meses do ano para realizar uma série de capacitações para os colaboradores. Em parceria com diversas instituições, médicos, enfermeiros e equipe técnica participaram de palestras e workshops voltados para a área de Saúde e melhoria no atendimento. “O reflexo de uma boa gestão é visto em um hospital com menos pessoas nos corredores, menor fila de espera, e economia”, concluiu o diretor médico.
“Mudanças trazem incertezas, o que é natural. É importante dizer que a nova Gestão do HSJB representa a técnica. Num hospital onde quase 40% das pessoas atendidas são de populações de fora de Volta Redonda, a gestão não pode ser política. A equipe de saúde merece meu respeito, pois entendeu esta nova filosofia de trabalho”, comentou o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva.