English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

terça-feira, julho 25, 2017

Obras do Park Sul Shopping serão retomadas em 1º de agosto


Construção pode gerar três mil empregos em seu ápice; entrega está prevista para julho de 2018

As obras do Park Sul Shopping serão retomadas em 1º de agosto, terça-feira. A data foi passada pelos investidores ao prefeito Samuca Silva, na manhã desta terça-feira, dia 25, durante a visita ao stand do Park Sul – na Rodovia dos Metalúrgicos. A previsão é que a construção dure 12 meses e, assim, entregue em julho de 2018. Até dezembro, a obra deve gerar mil empregos diretos e, no primeiro semestre do ano que vem, chegará a três mil.

“A crise nos fez parar por um período e, agora, o grupo está retomando por acreditar que é o momento certo para Volta Redonda e todo o Sul Fluminense”, disse Eduardo Carlier, diretor da Mall Assessoria Comercial, responsável pelas vendas das unidades do empreendimento. O shopping deve atender pelo menos dez cidades do Sul Fluminense, num universo de um milhão de pessoas.

“Saímos de grandes capitais e buscamos investimentos em outros centros. Nossa proposta é ser um shopping regional. Os consumidores iam para o Rio de Janeiro para consumir por falta de opção aqui. O Park Sul terá a finalidade de manter o consumidor em Volta Redonda e região”, disse Carlier, afirmando que já estão garantidos 100 lojas e âncoras como Marisa, Riachuelo, Kalunga e Lojas Americanas.

 ‘ESTAMOS CRIANDO NOVO AMBIENTE DE NEGÓCIOS’, AFIRMA SAMUCA SILVA

A ideia da atual gestão é que Volta Redonda perca o ‘ranço’ de não ser uma cidade empreendedora, conforme afirmou o prefeito Samuca Silva. “Temos que tirar esse paradigma que vêm de anos. Estamos criando um novo ambiente de negócios. Volta Redonda pode ser conhecida como grande polo universitário, do comércio, das clínicas médicas, do café e do turismo. E essa diversidade está sendo incentivada pela atual gestão”, disse.

Os dados do Cadeg (Cadastro Geral de Empregos e Desempregos) comprovam a fala do prefeito de Volta Redonda. Pelo quarto mês consecutivo (março a junho), os números de empregos formais fecharam com saldo positivo. Em junho, por exemplo, a cidade teve o melhor desempenho entre as cidades do Estado do Rio de Janeiro. Foram criadas 1.951 vagas com carteira assinada, enquanto ocorreram 1.507 demissões. Desta maneira, o mês fechou com o saldo de 444 empregos.

“O ambiente de negócios já melhorou em nossa cidade. Também oportunizamos o crescimento das empresas já instaladas no município. Criamos todo um processo de desburocratização para a retirada de alvará, que hoje chega a ser liberado em 24 horas. Também houve a extinção das taxas cobradas para os microempreendedores individuais (MEI) e a nova Lei do Livre Comércio”, pontuou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

“Estamos investindo em Volta Redonda porque acreditamos na cidade e no potencial da região. Nos tranquiliza saber que Volta Redonda está sendo comandada por pessoas que têm visões de empreendedorismo”, disse Leonardo Neves, diretor do Shopinvest