English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

terça-feira, julho 04, 2017

Policlínica da Melhor Idade tem festa junina para idosos da Oficina da Memória

Policlínica da Melhor Idade tem festa junina
para idosos da Oficina da Memória
Evento, nesta terça-feira, dia 04, reuniu cerca de 60 idosos da unidade e teve a presença do secretário de Saúde de Volta Redonda, Alfredo Peixoto

Cerca de 60 idosos que participam das atividades da Policlínica da Melhor Idade realizaram uma festa junina nesta terça-feira, dia 04, na área verde da unidade, no bairro Jardim Paraíba, em Volta Redonda. A festa é organizada pelos participantes da Oficina da Memória e da Oficina de Artesanato. “Eles ficam por conta da decoração, trazem os quitutes típicos salgados e doces, refrigerantes e sucos e ainda arrecadam prendas para o bingo”, explica a coordenadora da policlínica, Giuliana Ferreira Oliveira.

O secretário municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, fez questão de prestigiar a festa junina e ressaltou a importância do evento para a população idosa. “Reuniões como esta promovem a socialização de idoso e, neste caso, como eles organizam tudo também garante agilidade e participação efetiva na realização da festa e satisfação pelo dever cumprido”, afirmou o secretário.   

Também estiveram no evento a subsecretária de Saúde, Hélia Paula Brum Maia; o diretor médico, Rafael Galvão; e a superintendente da Média Complexidade, Flávia Lipke Ensenat. 

A aposentada Selma Maria da Silva afirma que o entrosamento entre os três grupos da Oficina da Memória é a parte mais legal da festa. “Eu trouxe doce de abóbora com coco e pretendo ganhar alguma prenda no bingo”, disse. Maria Aparecida de Moura Esposti, que ficou por conta dos descartáveis da festa como copos, talheres e potinhos, concorda que o melhor do evento é conversar com pessoas novas. Ivan Raimundo Machado, um dos poucos homens do grupo, lamenta a ausência masculina, mas diz que o lado bom é sobrar parceiras na hora do forró.

O programa Oficina da Memória, voltado para idosos que apresentam queixas leves de esquecimento, é dividido em três grupos que têm encontros semanais na policlínica. Os grupos da Oficina da Memória são anuais e, normalmente, iniciam as reuniões em fevereiro. Os idosos interessados devem fazer as inscrições na sede da policlínica durante o ano para participarem das turmas a serem formadas no ano seguinte.

A Policlínica da Melhor Idade ainda oferece oficina de artesanato, que é realizada às quartas-feiras, quinzenalmente, por professoras voluntárias. E o grupo Reviver, coordenado por uma psicóloga e é voltado para idosos com quadro e depressão. Os encontros também são quinzenais.

A POLICLÍNICA – A unidade é referência em atendimento ao idoso com equipe multidisciplinar tendo a geriatria como destaque. Os idosos, com mais de 60 anos, são recebidos na policlínica encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde e de Saúde da Família.