English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

sexta-feira, julho 28, 2017

Prefeitura faz visita técnica em comércio ambulante de Volta Redonda


Operação aconteceu nos bairros Vila Santa Cecília e Sessenta

A Prefeitura de Volta Redonda, através da secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo e do Banco VR de Fomento, realizou uma visita técnica nos bairros Vila Santa Cecília e Sessenta, com intuito de visitar o comércio ambulante. A visita aconteceu na noite desta quinta-feira, dia 27. No início do mês, o prefeito Samuca Silva regulamentou o comércio ambulante na cidade, inclusive com normas que preveem o horário de funcionamento e limites para atuação.

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Joselito Magalhães, o objetivo foi identificar os ambulantes que estão utilizando o espaço público. “A regulamentação do trabalho dos ambulantes já foi feita e já cadastramos os trabalhadores. Agora vamos avaliar caso por caso de acordo com a lei, para fazer a operacionalização do mapa onde cada ambulante poderá atuar”, informou, lembrando que, por exemplo, um ambulante não pode ficar perto de um comércio que venda produtos similares.

Joselito ainda lembrou que com a regulamentação dos serviços de ambulantes, os trabalhadores ainda serão encaminhados a se registrarem como Microempreendedores Individuais. “Com o MEI, eles terão garantias previdenciárias, o que é de suma importância para o futuro”, disse.

Já o diretor do Banco VR de Fomento, Nelson Kruschewsky Gonçalves, disse que através de parcerias, o governo quer oferecer cursos de capacitação para os trabalhadores. “Queremos que eles passem por capacitação, como cursos de empreendedorismo e da vigilância sanitária. O Sebrae também deverá oferecer curso de manuseio e segurança alimentar para os ambulantes”, acrescentou.

O prefeito Samuca Silva disse que essa é uma forma de valorização da profissão. “Após as etapas da regulamentação, nenhum ambulante cadastrado precisará trabalhar com receio de estar infringindo a lei. É mais segurança para quem vende e para quem compra, que passa até a poder exigir a nota fiscal de um produto, já que os ambulantes serão MEI”, afirmou.

Há três anos vendendo churros na Vila Santa Cecília, Rochana dos Santos, comemorou a regulamentação. "Acho importante, pois agora teremos mais segurança para trabalhar", destacou. Outro ambulante, Gildásio da Silva, que vende acarajé, já fez sua inscrição na prefeitura, e também celebrou o projeto. “Eu acho muito legal o projeto, porque não vai sair de ordem. Regularizando todo processo, vai ser bom para todo mundo, pra nós, que estamos trabalhando, e para nossos clientes”, comentou, concordando com o prefeito.