English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

terça-feira, julho 04, 2017

Suser busca melhorias em Volta Redonda através do diálogo


Superintendência de Serviços Rodoviários estreita relação com associações de moradores e outras instituições

O diálogo tem norteado as ações da Superintendência de Serviços Rodoviários de Volta Redonda (Suser) desde o início do novo Governo Municipal. Prova disso é o retorno positivo da população em relação ao trabalho realizado pela autarquia que tem como um dos termômetros dessa avaliação, as associações de moradores. Representando os residentes do bairro São Cristóvão, o presidente da associação Alexandre Clayton do Nascimento conta que o diálogo é de extrema importância para o atendimento às solicitações dos moradores.
“Fizemos o convite ao diretor-presidente da Suser, Wellington Silva, e quando ele chegou e ouviu pacientemente todas as reivindicações, parecia algo surreal. Depois da nossa conversa, uma das soluções para colocar um ônibus com acesso para cadeirante foi resolvido em menos de 24 horas. Uma simples conversa, mas que é fundamental e que antes não havia essa possibilidade”, explica Alexandre, lembrando também da importância das ações dos fiscais da Suser nos ônibus.
O bairro São Cristóvão faz parte dos 35 bairros atendidos pela Suser, que já promoveu 28 intervenções originadas por esses encontros e tem 78 estudos em andamento para atender as demandas que chegam pelas associações de moradores. Além delas, a autarquia também realiza reuniões com outras instituições como Ministério Público, Conselho do Idoso, sindicatos, ONGs, entre outras, somando, até o momento, mais de 67 encontros.
“Embora exista uma quantificação por agenda, nunca deixamos de atender a quem vem à Suser. Mesmo se não tiver agendado e eu estiver disponível, faço questão de receber a pessoa ou grupo. E nunca atendemos de forma apressada, queremos sempre ouvir de forma detalhada”, explica Wellington Silva.
De acordo com o diretor-presidente da Suser, as principais demandas recebidas pela superintendência são em relação aos ônibus, como o acesso aos veículos, os tempos de espera e de viagem, o itinerário e as condições da viagem em si.
Acho que o benefício do diálogo é para a própria população. É importante para que você reconheça e faça um diagnóstico do que realmente é a necessidade da pessoa. As pessoas não somente se sentem, mas também são efetivas na participação. Quem vai construir a cidade, fazer com que seja a mais adequada possível, não é só a imposição de uma norma, de uma decisão tomada em gabinete, mas a participação das pessoas”, conclui Wellington.
O prefeito Samuca Silva, que sempre recebe os relatórios da Suser, explica que desde o início , o dialogo é condição básica entre o governo e a sociedade. "Em todas as reuniões, faço questão de cobrar dos secretários, que mantenham o diálogo com a sociedade sempre presente. Esses dados da Suser são mais uma constatação que estamos no caminho correto" finalizou Samuca.