English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

quinta-feira, agosto 03, 2017

CÂMARA APROVA LEI DE DIOGO BALIEIRO CONTRA DUPLA FUNÇÃO DE MOTORISTAS



Documento, que preserva profissão de cobradores, ainda será sancionado e publicado em Diário Oficial do Município


Resende não quer motoristas exercendo dupla função nos ônibus da cidade. Além de acabar com a profissão de cobrador, gerando dezenas de desempregados, esse formato que a São Miguel insiste em promover gera congestionamentos e filas de passageiros para embarcar, o que só atrasa a vida de todos. Ciente disso, o prefeito Diogo Balieiro Diniz encaminhou projeto de Lei à Câmara Municipal, solicitando que se mantenha, definitivamente e de uma vez por todas, o posto de cobrador no transporte coletivo de Resende.

A boa notícia é que a Câmara aprovou por unanimidade o projeto (nº011/2017) desenvolvido pela Prefeitura. Apenas o vereador Caio Sampaio se absteve da votação, ou seja, não votou nem “sim”, nem “não”.

O documento é abrangente, e contém diversos itens ligados à defesa dos direitos dos usuários dos serviços públicos. A vedação de acúmulo de funções de motoristas é um dos itens de destaque do projeto de Lei, que será sancionado pelo prefeito da cidade.

- Já houve uma tentativa neste sentido, anos atrás, mas o texto da lei era frágil e limitado. A Lei nunca foi posta em prática, deixando a São Miguel livre para atuar livremente, da forma que sempre foi. O projeto acabou sendo considerado inconstitucional pela Justica, e os cobradores começaram a perder emprego e os motoristas se desdobrando para fazer o trabalho de dois, comprometendo a principal atividade: conduzir os ônibus em segurança – relembra Diogo Balieiro Diniz ao receber a notícia de que seu projeto passou com louvor pelos integrantes do Legislativo.