English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

domingo, agosto 13, 2017

Observatório Social de Barra Mansa é oficialmente lançado durante a Flumisul



Barra Mansa ganhou um novo aliado na busca por melhorias na gestão pública. Na noite de quinta-feira, dia 10, o Observatório Social do município foi lançado oficialmente durante a Flumisul (Feira de Negócios do Sul Fluminense). Durante o evento, que contou com a presença de autoridades regionais e representantes de diversas entidades, o presidente do OSB (Observatório Social do Brasil), Ney da Nóbrega Ribas, ministrou palestra sobre o trabalho e a importância do órgão para o desenvolvimento das cidades.

Idealizado pelo CODEC BM (Conselho de Desenvolvimento Econômico de Barra Mansa), o OSBM não tem fins lucrativos e é dirigido por uma diretoria executiva e conselhos administrativo e fiscal. O mandato dos membros, eleitos durante o lançamento, será de dois anos. O presidente do Sulcarj, José Marciano de Oliveira, foi escolhido para ocupar a presidência do observatório. Ele defende que os trabalhos do órgão vão ajudar a desenvolver a economia local. “A criação do OSBM é de extrema importância para o município. Vamos acompanhar de perto a aplicação dos recursos públicos, garantindo que eles sejam efetivamente revertidos em serviços de qualidade à população”, destacou José Marciano.

Para o presidente do CODEC BM, Arivaldo Corrêa Mattos, a fundação do Observatório Social de Barra Mansa representa um importante passo para uma verdadeira transparência e um efetivo controle dos gastos públicos municipais. “Acreditamos ser possível fiscalizar e, até mesmo, ajudar a prefeitura a utilizar de maneira mais coerente o dinheiro arrecadado com os impostos. Por isso, trabalhamos muito para a criação do Observatório Social que, a partir de agora, se torna realidade em Barra Mansa”, frisou Arivaldo.

Atualmente, a rede do Observatório Social do Brasil está presente em 19 estados e mais de 100 cidades. O presidente do OSB, explicou que o órgão atua em quatro pilares: gestão pública, educação fiscal, transparência e ambiente de negócios. “Os observatórios sociais surgiram no estado do Paraná há 10 anos e são uma mobilização da sociedade civil, que se organizou para cuidar do que é de todos. Desde a sua criação, alcançamos grandes conquistas como a redução de até 70% de gastos públicos nas cidades em que o observatório atua. Sua metodologia é voltada para o monitoramento da qualidade dos serviços públicos. Com a criação do OSBM, Barra Mansa se torna um exemplo para a região Sul Fluminense de um olhar atento do cidadão para zelar pelo que é nosso”, afirmou Ney.

De acordo com o estatuto do OSBM, não será permitida a participação de voluntários que possuam filiação político-partidária e subordinação a órgãos públicos observados. “Priorizamos a participação de voluntários de diversas áreas no Observatório Social, dispostos a fazer a fiscalização dos gastos públicos da Câmara Municipal e da prefeitura”, explicou José Marciano, acrescentando a importância do envolvimento da população e de representantes de entidades.

A professora Aparecida Aguiar, de 45 anos, moradora do bairro Cotiara, participou do lançamento e aprovou a iniciativa. “O OSBM vai contribuir muito com a fiscalização das contas públicas do município. Na área da educação, temos muito profissionais que podem colaborar com o projeto”, disse. A estudante Vitória Campos, de 18 anos, moradora do bairro Nova Esperança também compareceu ao evento e demonstrou interesse em ser voluntária. Para ela, o Observatório Social de Barra Mansa vai estimular a participação da sociedade nos assuntos referentes à gestão pública. “Não adianta só cobrar o governo sem participar, sem acompanhar a administração da prefeitura. O Observatório Social é importante porque vai facilitar acesso da população às contas públicas, trazendo mais transparência”.

“Nosso município está numa situação difícil, assim como o Estado, mas acreditamos que se a sociedade tivesse participado um pouco mais desse processo, acompanhando a gestão do dinheiro público, a realidade seria diferente. A gente começa, mesmo que tardiamente, a assumir nosso papel por meio da criação do Observatório Social. E eu convido todos a participarem desse processo tão importante para Barra Mansa”, finalizou José Marciano.

Confira a composição do OSBM.

Conselho Administrativo
Presidente: José Marciano de Oliveira (Sulcarj)
Vice-presidente para assuntos administrativo-financeiros: Xisto Vieira Neto (CDL BM)
Vice-presidente para assuntos institucionais e de alianças: Manoel dos Santos Duarte (ACIAP BM)
Vice-presidente para assuntos de produtos e metodologia: Alicio José Camargo (CDL BM)
Vice-presidente para assuntos de controle social: William de Paiva Motta (Sescon)

Conselho Fiscal
Titulares: Alberto dos Santos Pinto (Sicomércio BM); Jair Francisco Gomes (Sicomércio BM); e Ana Claudia Tressoldi (CDL BM).
Suplentes: Rafael Milton Teixeira Júnior (ACIAP BM); Luiz Flávio Vinciprova (SMBM); e Denyse Singulani (ACIAP BM).