• CLIQUE PARA VISITAR O SITE DO RODRIGO DRABLE

  • CLIQUE PARA VISITAR O SITE DO MARCELO CABELEIREIRO

sábado, setembro 24, 2016

7 razões científicas para ter relações sexuais todos os dias

1. Pode ajudar a reduzir o risco de câncer de próstata. De acordo com um estudo da Escola de Medicina de Harvard, nos Estados Unidos, homens que ejaculam com mais frequência costumam apresentar um risco 22% menor de desenvolver câncer de próstata. Os pesquisadores não sabem por que isso acontece, mas se você precisava de um motivo extra para seduzir seu parceiro esta noite, esse é um, bem sólido - você pode ajudá-lo a evitar o câncer.
2. Sua chance de pegar um resfriado cai muito. Pesquisadores da Universidade de Wilkes na Pensilvânia, Estados Unidos, descobriram que pessoas que têm relações sexuais pelo menos duas vezes por semana liberam mais antígenos como a imunoglobulina A, que ajuda a combater gripes e resfriados. Imagine como você vai ficar saudável com sete dias de sexo por semana!
3. Você se mantém jovem e autoconfiante. Em um estudo realizado pelo pesquisador e neuropsicólogo escocês David Weeks, juízes adivinharam as idades de 3.500 homens e mulheres europeus e norte-americanos, e descobriram que as pessoas cujas idades foram subestimadas em sete a doze anos foram as que relataram ter relações sexuais três vezes por semana, em comparação com o grupo de controle que as mantinha duas vezes por semana. Eles também descobriram que estas pessoas de aparência jovem eram muito confortáveis e autoconfiantes em relação à sua identidade sexual.
4. Pode ajudar a acabar com suas terríveis cólicas menstruais. Um estudo realizado em 2000 descobriu que 9% das 1.900 mulheres participantes estavam se masturbando apenas para conseguirem se livrar de suas cólicas menstruais. Elas não podem estar erradas.
5. Pode aumentar a fertilidade, caso você queira ter um filho. Um novo estudo publicado na revista Fertility and Sterility descobriu que ter relações sexuais todos os dias ajuda a preparar o seu sistema imunológico para a gestação, algo fundamental para aumentar as chances de ter um bebê.
6. Reduz a pressão arterial e a sua habilidade de se estressar por nada. Um estudo de 2005 descobriu que pessoas que tinham relações peniano-vaginais (nas palavras dos pesquisadores) tinham uma pressão arterial menor e respondiam melhor ao estresse do que pessoas que não as praticavam (e do que aqueles que se masturbavam ou faziam sexo sem penetração), o que em teoria significa que elas eram mais relaxadas.
7. O sexo pode torná-lo mais inteligente. Dois estudos sem ligação entre si, realizados por pesquisadores da Universidade de Maryland e Universidade de Konkuk, esta última em Seul, na Coreia do Sul, descobriram que camundongos e ratos que faziam sexo com mais frequência eram menos estressados, e como o estresse atrapalha o funcionamento do cérebro, eles também eram pensadores mais inteligentes.
Então, teoricamente, ter relações sexuais todos os dias fará com que você seja mais fértil, viva mais, nunca fique doente, e seja mais inteligente. Basicamente o sexo o tornará um super-herói.

CRAS Nova Primavera e CAPD ganham salas do Programa Faetec Digital

O prefeito Antonio Francisco Neto e o secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Gustavo Tutuca, inauguraram duas salas do programa Faetec Digital na manhã desta sexta-feira (dia 23). As unidades beneficiadas foram o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) Nova Primavera e o Centro Dia de Atendimento à Pessoa com Deficiência (CAPD) – ambas da Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac).
        
        “Essas unidades que estamos inaugurando hoje simbolizam o que nós estamos podendo fazer em um momento de tantas dificuldades. Aqui é uma parceria do Governo do Estado com a Prefeitura Municipal de Volta Redonda. Nós estamos buscando essa parceria em todos os locais, unindo as forças, para que possamos expandir a nossa rede. É uma parceria que levamos a Faetec para mais próximo da comunidade”, explicou o secretário Tutuca.

        Também estiveram presentes nas inaugurações os secretários municipais de Ação Comunitária, Munir Francisco, e de Esporte e Lazer, Rose Vilela, o deputado federal Deley de Oliveira e o diretor de Tecnologia da Faetec, Rogério Pires e familiares das homenageadas.
        
        No CRAS Nova Primavera, a cerimônia foi iniciada com uma apresentação de dança do Grupo de Convivência do CRAS. Em seguida foram feitos os pronunciamentos das autoridades, do presidente da associação de moradores do bairro Nova Primavera, Fabiano de Jesus, e familiares da homenageada Adalgisa de Oliveira Sobreira. A sala da Faetec conta com 10 computadores, que estão disponíveis para a comunidade, para acesso gratuito à Internet, além de aulas e oficinas de Informática, que serão conduzidas por um monitor da Faetec e um monitor da Smac, do programa Inclusão Digital. De acordo com informações da Smac, serão abertas duas turmas pela manhã e duas turmas no turno da tarde, com um aluno por computador. Cada turma terá aula uma vez por semana, totalizando 200 alunos atendidos por semana.
        
        “Uma das melhores coisas que veio para cá é a Faetec. Porque o pessoal tem muita dificuldade, devido à renda baixa das famílias. Vai ajudar demais, vai melhorar muito o nível cultural dos jovens, dos adolescentes, e dos adultos também. Tem muitas pessoas adultas aqui que gostam de fazer isso e precisam fazer, porque a informatização é para todos”, disse emocionado João Lucio Dutra, de 62 anos, que trabalha como pedreiro e é morador do bairro.

        No CAPD, a sala Doralice da Silva tem cinco computadores, disponibilizados inicialmente para os usuários do centro. O atendimento visa a inclusão digital das pessoas com deficiência e TEA (Transtorno do Espectro Autístico), utilizando o computador e a informática como ferramenta de trabalho. As atividades são devidamente planejadas de acordo com o grau de desenvolvimento cognitivo dos usuários, contribuindo para uma melhora na socialização dos usuários, além de motivá-los pra participação em outras atividades. O serviço será disponibilizado para os cerca de 140 usuários atendidos pela unidade.

        “A gente sabe que o investimento para os nossos usuários é muito importante para quem trabalha no segmento. Poder oferecer um atendimento com qualidade melhor, oferecer equipamentos com uma possibilidade de rendimento e desenvolvimento para eles é sempre bom”, disse a diretora do CAPD, Beth Melo.

        O prefeito Neto reforçou a importância da parceria com o Governo do Estado e agradeceu aos familiares das homenageadas. “É uma honra para nós podermos homenagear essas pessoas tão queridas, tão presentes”.

        Adalgisa – Nascida no dia 18 de agosto de 1942, em Itaboraí (RJ), Adalgisa de Oliveira Sobreira veio para Volta Redonda e aqui viveu juntamente com seu esposo e filhos. Era moradora do bairro Nova Primavera desde a sua criação, onde participava do sopão da igreja, que era servido à comunidade. Participou também das atividades esportivas daquele bairro, como técnica, tendo conseguido benfeitorias para o campo de futebol local.

        Doralice – Nascida no município de Barra Mansa no dia 12 de novembro de 1982, Doralice da Silva veio para Volta Redonda, onde viveu com seus pais – Sr. Geraldo da Silva e Srª Maria Eva da Silva – e irmãos. Foi inserida em 2004 para atendimento na oficina de artesanato da OAT (Oficinas Abrigadas de Trabalho), um dos projetos disponibilizados pelo CAPD com o objetivo de trabalhar sua comunicação e socialização. Participou também dos atendimentos no Espaço de Convivência e do Centro de Informática. Foi inserida no Projeto Bombeiro Mirim, com ótimo desempenho e participação. Foi desligada dos atendimentos recebidos, quando passou a residir com um dos irmãos na cidade de Barra Mansa.
 

34ª turma do Bombeiro Mirim bate recorde de alunos inscritos

A aula inaugural da 34ª turma do Projeto Bombeiro Mirim de Volta Redonda apresentou uma novidade: recorde de inscrições. O limite de vagas era de 50 alunos, mas a grande procura fez com a turma alcançasse mais de 60 inscritos. A maioria prestigiou a primeira aula, na tarde desta quarta-feira (dia 21), no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) Água Limpa. Volta Redonda é a única cidade do estado que atualmente realiza o projeto, uma parceria entre a Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac) e o 22° Grupamento de Bombeiros Militares de Volta Redonda.
         Ressaltando a importância do projeto em parceria com os bombeiros na formação das crianças, o secretário de Ação Comunitária, Munir Francisco, lembrou que Volta Redonda é referência em Ação Comunitária.
“Volta Redonda tem 35 CRAS, número que coloca o município com maior número de CRAS por habitante do país. E o mais importante, todos com equipes interdisciplinares coordenando atividades voltadas à população e este com os bombeiros é um dos mais importantes”, disse.
         O subcomandante do 22º Grupamento de Bombeiros Militares, major André Morgado Eslack, apresentou os coordenadores do projeto, os sargentos João Batista e Batalha, e mandou um recado para os pais: “Observem seus filhos hoje, pois garanto que ao final do curso eles estarão muito diferentes. Vão aprender muito, crescer muito. O Bombeiro Mirim é uma escola, não uma colônia de férias”, garantiu.
         Giovana, aluna do 3º ano da Escola Municipal Miguel Couto Filho, com 9 anos, estava empolgada para começar o curso, principalmente para conhecer o Quartel dos Bombeiros. A mãe dela, Renata Moreira Ávila Peixoto compartilhava da alegria e acredita que a filha vá aprender lições de cidadania de uma forma séria, mas ao mesmo tempo divertida e diferente.
         O projeto, que atende jovens de 7 a 16 anos de ambos os sexos, é o mais antigo dos projetos de ação comunitária desenvolvido pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro, por meio do Departamento Geral de Ações Comunitárias (DGAC) e o 22° GBM - Volta Redonda. Desde 1987 vêm capacitando milhares de jovens para o enfrentamento de situações de emergência, percepção de riscos e ações preventivas.
         O objetivo do projeto é desenvolver nos participantes a percepção de riscos, buscando uma cultura preventiva, e tornando-os multiplicadores de informações para as famílias e comunidades.  O projeto acontecerá do dia 21/09 a 08/12, com programação de 20 encontros nas segundas e quintas-feiras, das 14h as 16h30, nas dependências do CRAS do bairro Água Limpa e do 22° GBM.
         O projeto conta com aulas, apresentação de filmes, e material impresso distribuídos aos participantes com os conteúdos programáticos. O Cras da Água Limpa fica na Rua Siqueira Campos, nº 16.

Volta Redonda ocupa o 7º lugar no Ranking do Ideb dos anos iniciais

A rede municipal de ensino de Volta Redonda obteve a sétima melhor nota (5,9) no ranking geral do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2015, divulgado, pelo Inep (Instituto Nacional de Estudo e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e a primeira do ranking na região Sul Fluminense.
        De acordo com a secretária municipal de Educação, Therezinha dos Santos Gonçalves Assumpção, a Tetê, a escola municipal Professora Antonietta Motta Bastos (Conforto), que tem 515 alunos, alcançou a sexta colocação e obteve a nota 7,7. Já a Escola Municipal Professor Luiz Cantanhede (Brasilândia), com 257 alunos, está em 9º lugar do ranking com a nota de 7,3. As duas escolas superaram as metas estabelecidas pelo Ministério da Educação para 2015, que eram de 6,8 e 5,8, respectivamente.
        “Esse resultado é graças ao empenho, dedicação e compromisso de toda equipe que elaborou um projeto pedagógico que atendeu as necessidades os alunos. É preciso lembrar que cada escola tem sua realidade. Vale destacar também que a participação do conselho comunitário escolar e dos pais foi de extrema importância para esse resultado”, disse a secretária.
        O índice divulgado pelo Inep se baseia em critérios como escolaridade de professores e taxa de atendimento na educação infantil, entre outros indicadores, com o objetivo de aferir a qualidade educacional. A meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) dos anos iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) para 2015 foi alcançada por 74,7% das redes municipais. O resultado demonstra o esforço dos municípios, que respondem por 82,5% das matrículas nesse nível de ensino na rede pública.
        O índice nos anos iniciais do Ensino Fundamental vem evoluindo progressivamente desde que o Ideb começou a ser calculado, em 2005, permitindo o monitoramento das escolas e das redes de ensino. O Ideb no Brasil passou de 3,8, em 2005; para 5,5, em 2015, superando as metas estipuladas.
        COMO É CALCULADO O IDEB - O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é um indicador de desempenho da educação brasileira divulgado a cada dois anos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia do Ministério da Educação (MEC).
        O Ideb relaciona duas dimensões: o desempenho dos estudantes em avaliações de larga escala e a taxa de aprovação. O desempenho é calculado a partir da Prova Brasil/Saeb, quando os estudantes do 5º e do 9º ano do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio são avaliados em Leitura e Matemática. Os dados de aprovação são verificados a partir do Censo Escolar da Educação Básica, realizado anualmente.
        O Ideb é calculado para escolas e para sistemas de ensino que monitoram o seu desempenho em relação a metas individuais pactuadas com o governo federal. O índice varia de 0 a 10: quanto maior for o desempenho dos alunos e o número de alunos promovidos, maior será o Ideb.

Volta Redonda tem saldo positivo na abertura de empresas

De acordo com os dados da 4ª Delegacia da Jucerja e da Coordenadoria de Indústria, Comércio e Turismo (CICT) de Volta Redonda, a cidade apresentou um saldo positivo de empresas abertas de 6,5% no período de janeiro a agosto, na comparação entre os anos de 2015 e 2016. No total, 618 empresas foram abertas em 2016, até o mês de agosto, contra 580 no mesmo período de 2015.
        No mês de agosto de 2016, o saldo positivo foi de 119 empresas, com 142 empreendimentos ativados, e 23 sendo desativados. O setor que apresentou resultado mais positivo foi o de prestação de serviços, com 55 empresas (63 empresas abertas e 8 fechadas), seguido pelo comércio, que teve saldo positivo de 51 empresas – 57 abertas e 6 fechadas. O setor de comércio e prestação de serviços teve saldo positivo de 11 empresas (17 abertas e 6 fechadas), e na indústria o saldo positivo foi de 2 empresas (5 ativadas e 3 desativadas).
        O coordenador da CICT e da 4ª Delegacia da Jucerja, Haroldo Fernandes, disse que a política de investimentos e qualificação de mão de obra do governo municipal contribui positivamente para o resultado.
        “Nossa cidade é diferenciada, com um potencial muito grande para investimentos, temos uma mão de obra muito qualificada. E mesmo na crise, o governo municipal nunca deixou de investir na capacitação para geração de renda e qualificação profissional, principalmente entre os jovens”, afirmou.
        Fernandes salientou ainda que um grande número das empresas foi aberta na modalidade MEI (Micro Empreendedor Individual), e que os resultados mostram a força da economia da cidade. “O município perdeu empregos, mas as pessoas procuram investir no próprio negócio. Temos uma economia forte, uma folha de pagamento mensal de cerca de 60 mil aposentados na cidade, empresas fortes e uma extensa rede de serviços e comércio”, disse o coordenador, que completou: “Por isso é uma cidade diferenciada, não é à toa que temos alcançado todos estes bons índices de eficiência, divulgados na imprensa nacional”.

Ensino médio: português e matemática serão únicas obrigatórias; veja o que muda

Português e matemática serão os dois únicos componentes curriculares obrigatórios nos três anos do ensino médio, de acordo com o novo modelo para a etapa anunciado hoje (22) pelo governo. A definição está em medida provisória (MP) assinada pelo presidente Michel Temer. Atualmente, a etapa tem 13 disciplinas obrigatórias para os três anos.
Ver as imagens
A MP prevê a flexibilização do ensino médio com o objetivo de torná-lo mais atraente para o jovem, segundo o ministro da Educação, Mendonça Filho. Os componentes curriculares que deverão ser ensinados no período obrigatoriamente serão definidos na Base Nacional Comum Curricular, que começará a ser discutida no próximo mês e deverá ser definida até meados do ano que vem, segundo o Ministério da Educação.
De acordo com a medida provisória, cerca de 1,2 mil horas, metade do tempo total do ensino médio, serão destinadas ao conteúdo obrigatório definido pela Base Nacional. No restante da formação, os alunos poderão escolher seguir cinco trajetórias: linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas - modelo usado também na divisão das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) - e formação técnica e profissional.
“O novo ensino médio tem como pressuposto principal o protagonismo do jovem. Hoje é bastante engessado. Esse modelo caminha na direção da flexibilidade”, disse Mendonça Filho.
Arte e Educação Física
O texto, que modifica a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9.394/1996), determina o fim da obrigatoriedade do ensino de arte e de educação física no ensino médio. As disciplinas serão obrigatórias apenas no ensino infantil e fundamental.
As mudanças passarão a valer 180 dias após a publicação da Base Nacional, ou seja, não modificam o atual currículo. De acordo com o secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Rossieli Silva, a intenção é enxugar na lei as obrigatoriedades do ensino médio. “Agora a Base Nacional tem que dizer o que é e o que não é obrigatório nesse um ano e meio. Se eu vou definir ênfases, como eu posso ter todos os conteúdos do mundo? Se eu digo que os 13 conteúdos são obrigatórios?”, questionou.
Segundo Silva, artes e educação física, assim como conteúdos como filosofia e sociologia certamente estarão garantidos na Base Nacional Curricular Comum e poderão voltar a ser obrigatórios.
Idiomas
O inglês passa a ser a língua estrangeira obrigatória que deverá ser ensinada em todas as escolas de ensino médio. Outros idiomas podem ser ensinadas em caráter optativo.
A MP abre a possibilidade que os estados tenham mais autonomia nas decisões referentes a essa etapa da educação básica. Um sistema de ensino poderá, por exemplo, definir um sistema de crédito, no qual um aluno cursa determinados períodos e, caso deixe a escola, possa retomar o curso de onde parou e não tenha, necessariamente, que cursar um ano inteiro.
Também está previsto na MP que os créditos adquiridos pelos alunos nesse caso poderão ser aproveitados no ensino superior, após normatização do Conselho Nacional de Educação (CNE) e homologação pelo MEC. Ao entrar na universidade ou no ensino tecnológico, a trajetória escolar do aluno será considerada e ele não precisará cursar matérias que envolvem conhecimentos e competências que já possui.
Carga horária
A reforma também determina que a carga horária mínima anual da etapa deverá ser progressivamente ampliada para 1,4 mil horas, o que tornará o ensino médio integral, com 7 horas por dia.
A expectativa do MEC é que as primeiras turmas que seguirão a formação de acordo com o Novo Ensino Médio começem em 2018, após a aprovação da Base e da MP pelo Congresso Nacional. Não há prazo para que as redes de ensino se adequem às mudanças, mas o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) trabalha com o cronograma do Plano Nacional de Educação (PNE), que deve ser implementado até 2024.
Ensino técnico
Entre as trajetórias que os estudantes poderão escolher está a formação técnica. Os alunos serão certificados e seus itinerários formativos permitirão a continuidade dos estudos. Essa oportunidade de formação vai ocorrer dentro do programa regular, sem a necessidade de o aluno estar cursando o período integral. No ensino técnico, os alunos poderão ser certificados a cada etapa que cumprirem, recebendo uma certificação das competências adquiridas até ali.
As aulas técnicas poderão ser ministradas por profissionais com notório saber - ou seja, sem formação acadêmica específica na área que leciona -, reconhecido pelos respectivos sistemas de ensino para ministrar conteúdos afins à sua formação. “Isso não vale para os demais conteúdos, se eu tenho o ensino de filosofia, eu vou continuar tendo que ter um professor formado em filosofia, isso não muda. Vale apenas para o ensino técnico”, explicou o secretário de Educação Básica.
Resultados
A reforma do ensino médio passou a ser priorizada pelo governo depois que o Brasil não conseguiu,  por dois anos consecutivos, cumprir as metas estabelecidas para essa etapa da formação. Dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que mede a qualidade do ensino no país, mostram que o ensino médio é o que está em pior situação quando comparado às séries iniciais e finais da educação fundamental: a meta para 2015 era nota 4,3, mas o índice ficou em 3,7.
Atualmente, o ensino médio tem 8 milhões de alunos, número que inclui estudantes das escolas públicas e privadas. Segundo o Ministério da Educação, enquanto a taxa de abandono do ensino fundamental foi de 1,9%, a do médio chegou a 6,8%. Já a reprovação no nível fundamental é de 8,2%, frente a 11,5% no ensino médio.
Da Agência Brasil
https://br.noticias.yahoo.com/ensino-m%C3%A9dio-portugu%C3%AAs-e-matem%C3%A1tica-ser%C3%A3o-%C3%BAnicas-101453792.html

Sinduscon abre vagas para cursos de capacitação profissional

O Sinduscon-SF (Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Sul Fluminense), em parceria com o Senai (Serviço de Aprendizagem Industrial), está oferecendo 40 vagas gratuitas para cursos de qualificação profissional voltados para a área da construção civil. Podem se candidatar pessoas com idade acima de 18 anos.
As inscrições vão até o preenchimento de todas as vagas disponíveis e as oportunidades são: 20 vagas para o curso de Pedreiro de Alvenaria Estrutura e 20 vagas para Pedreiro de Alvenaria. Todos os cursos serão ministrados de segunda a sexta-feira, das 18 às 22 horas nas unidades do Sistema Sesi/Senai de Volta Redonda.
Segundo Mauro Campos, presidente do Sinduscon-SF, o mercado de trabalho mostra-se cada vez mais competitivo e as qualificações necessárias para que um candidato preencha uma vaga ficam cada vez mais exigentes.
– O mercado está cada vez mais exigente, principalmente durante esta crise financeira que o país está passando. As empresas buscam cada vez mais por profissionais já preparados e qualificados. Pois, se o candidato precisar de mais preparo após ser empregado, a contratação acaba sendo mais cara para o empregador. Por isso, preparar-se de antemão e chegar ao mercado o mais pronto possível, deixa o profissional mais perto de conquistar uma vaga. Os cursos de qualificação profissional surgem dessa forma como uma ferramenta fundamental para aqueles que almejam conquistar sucesso em sua carreira profissional – destacou Mauro
Os interessados nas vagas para os cursos de qualificação, devem procurar o Sinduscon-SF, localizado no Prédio da Firjan, na Rua 156, no bairro Laranjal, em Volta Redonda, ao lado do depósito do Saae. É necessário apresentar cópias da carteira de identidade, do CPF, da certidão de nascimento ou casamento e do comprovante de residência; uma foto 3X4, além do comprovante de escolaridade que pode ser: declaração atual original ou cópia do histórico escolar. Se não apresentar todos os documentos, não será permitido a inscrição.http://diariodovale.com.br/tempo-real/sinduscon-abre-vagas-para-cursos-de-capacitacao-profissional/

Valença realiza palestra sobre o tema “Plantio de árvores em áreas públicas e privadas: Benefícios e conflitos”

A Prefeitura de Valença/Secretaria Municipal de Meio Ambiente vai promover no dia 26 de Outubro, a partir das 16h, palestra sobre o tema “Plantio de árvores em áreas públicas e privadas: Benefícios e conflitos”. A palestra acontecerá na Secretaria de Meio Ambiente, situada na rua Dom André Arcoverde, 228 – Centro – Antiga Delegacia. As pessoas interessadas em participar devem se inscrever através do telefone 24-2452-8638 entre os dias 03 e 25 de Outubro. As vagas são limitadas.

sexta-feira, setembro 23, 2016

Oficinas de orientação para auxiliar proponentes no processo de inscrição nos editais da Secretaria de Estado de Cultura

A Secretaria de Estado de Cultura lançou o edital Territórios Culturais / Favela Criativa (acesse: http://www.c ultura.rj.gov.br/tcfc2016/), e tem oficinas de orientação para auxiliar proponentes no processo de inscrição!

Veja o calendário acima

Nota: Jogos de Verão acontecem neste sábado no Aldeia das Águas-RJ



Neste sábado, 24 de setembro, o Aldeia das Águas Park Resort, em Barra do Piraí-RJ, recebe a primeira edição dos Jogos de Verão. O evento, que será realizado a partir das 8h30, é uma parceria do parque com a rede de academias Proquality.

Os participantes serão divididos em quatro equipes e vão disputar provas de superação e aventura, em desafios aquáticos, de atletismo, de campo, e de quadra. As atividades contam com a supervisão de profissionais de educação física, recreadores do parque, guarda-vidas e enfermeiros.

Todos os atletas serão premiados com kit contendo camisa, squeeze, um ingresso do parque para acompanhante, e uma medalha comemorativa pela participação nos jogos. A equipe campeã receberá ainda cortesias em créditos para serem usadas em qualquer unidade Proquality participante do evento.

Mais informações: www.aldeiadasaguasresort.com.br.


Sobre o Aldeia das Águas
O Aldeia das Águas Park Resort fica na BR-393, KM 270, em Barra do Piraí, a 120 km da cidade do Rio de Janeiro e a 18 km de Volta Redonda. Possui mais 330 mil metros quadrados de extensão com 17 piscinas, toboáguas, piscinas de ondas, rio corrente, saunas, spa, quadras poliesportivas, campo para futebol society, espaço para atividades radicais, lago para pesca, além do setor de hotelaria. Desde 2005, está no livro dos recordes com o Kilimanjaro, o maior toboágua do mundo, com 49,9 metros de altura. Parceiro da Mauricio de Sousa Produções tem desde dezembro de 2014 a participação dos personagens da Turma da Mônica aos finais de semana, além de uma área temática exclusiva do Papa Capim.

Vestibular Cederj 2017.1 abre inscrições para mais de 7,1 mil vagas em universidades públicas


Quem concluir a graduação a distância receberá diploma do CEFET, UENF, UERJ, UFF, UFRJ, UFRRJ ou UNIRIO.

Aqueles que têm pouco tempo para se dedicar aos estudos e limitação financeira para investir em sua formação têm uma boa chance de conquistar a tão sonhada vaga em uma universidade pública. Já estão abertas as inscrições para o Vestibular Cederj 2017.1, que disponibiliza 7.159 vagas em 15 cursos de graduação a distância.

As grandes vantagens, além de não pagar mensalidades, é receber gratuitamente todo o material didático nos formatos online e impresso e os horários flexíveis, já que é possível estudar de casa. Quem concluir a formação pelo Consórcio Cederj receberá o diploma universitário de uma das sete instituições que o formam: CEFET, UENF, UERJ, UFF, UFRJ, UFRRJ e UNIRIO.

Para participar, é preciso fazer a inscrição pelo site da Fundação Cecierj (www.cederj.edu.br/vestibular) , até 27 de outubro, e pagar uma taxa de R$ 73. O candidato precisará escolher entre um dos 32 polos de ensino espalhados pelo estado e curso de interesse. As provas serão aplicadas em 26 de novembro.

A partir do início das aulas, programado para o primeiro semestre letivo de 2017, os universitários serão avaliados em atividades presenciais (provas) e a distância, em datas e horários predeterminados, seguindo o modelo semipresencial. O modelo permite que os estudantes tirem suas dúvidas pela internet ou por meio de um telefone 0800.

Sobre o Cederj, cursos e polos presenciais:
Os cursos oferecidos são bacharelados em Administração, Administração Pública, Engenharia de Produção; tecnólogos em Gestão de Turismo, Segurança Pública e Sistemas de Computação; e licenciaturas em Ciências Biológicas, Física, Geografia, História, Letras, Matemática, Pedagogia, Química e Turismo.
O Consórcio Cederj, que atualmente possui mais de 40 mil alunos matriculados, pertence à Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj), órgão vinculado à Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação.
Os polos presenciais estão localizados em Angra dos Reis, Barra do Piraí, Belford Roxo, de Bom Jesus do Itabapoana, Campo Grande, Cantagalo, Duque de Caxias, Itaguaí, Itaocara, Itaperuna, Macaé, Magé, Miguel Pereira, Natividade, Niterói, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Paracambi, Petrópolis, Piraí, Resende, Rio Bonito, Rio das Flores, Rocinha, Santa Maria Madalena, São Fidélis, São Francisco de Itabapoana, São Gonçalo, São Pedro da Aldeia, Saquarema, Três Rios e Volta Redonda. 

quarta-feira, setembro 21, 2016

Entidades empresariais lançam CODECBM


Evento de lançamento reuniu os seis candidatos a prefeito de Barra Mansa

O Fórum de Desenvolvimento de Barra Mansa lançou na noite desta segunda-feira, dia 19, o CODECBM (Conselho de Desenvolvimento Econômico de Barra Mansa). O evento foi realizado no auditório do Sesi e reuniu cerca de 170 pessoas, entre associados às entidades que compõem o fórum, convidados e autoridades. Os seis candidatos à prefeitura participaram de um painel para exposição dos seus planos de governo ligados ao desenvolvimento econômico da cidade.

“Nosso objetivo é transformar Barra Mansa em um lugar ainda melhor para se viver. Precisamos unir a sociedade em prol de um projeto único que traga crescimento social e econômico para o município. Por isso, as entidades se organizaram e vão buscar o envolvimento de diversos atores neste trabalho. É um projeto de médio e longo prazo que vai ajudar a construir o futuro de Barra Mansa”, afirmou o presidente do Fórum, Arivaldo Corrêa Mattos, no início do evento.

A ordem de apresentação dos candidatos foi definida por sorteio. Cada um teve 10 minutos para discorrer sobre seus projetos. O primeiro a falar foi o candidato Ueslei Brito (PC do B). Ele agradeceu a oportunidade e elogiou a iniciativa do Fórum. Em seguida, passou a palavra para o candidato a vice-prefeito de sua chapa, Antônio César e Silva, o Tuca. “Vamos atuar nos projetos estruturantes, como a ponte que liga a Vista Alegre e Vila Maria à Via Dutra, o plano de ocupação da Edimetal, a construção de marginais na Via Dutra e incentivar a instalação de centros de distribuição na BR 393”, disse Tuca.

Em seguida, o candidato Bruno Marini (PP) falou para o público. “Não vejo os outros candidatos falando de como economizar recursos, somente como gastar. Para sobrar dinheiro, é preciso rever contratos e a folha de pagamento e farei isso se eleito. Organizarei um grupo com pessoas notáveis para repensar Barra Mansa. Tenho o espírito empreendedor e vou buscar incentivos para atrair novos negócios, inéditos no Brasil, como robótica, equipamentos esportivos, lâmpadas LED etc. Incentivarei o agronegócio e o turismo rural. A marca do nosso governo vai ser o desenvolvimento econômico”, garantiu Bruno.

O candidato Cláudio Manes (PSDB) foi o terceiro candidato a expor seu projeto de governo para o desenvolvimento da cidade. “O governo tem que ter independência e criar ações que fomentem o crescimento. Vamos privilegiar os talentos da cidade, fazer um trabalho sério de gestão. Tenho experiência administrativa e visão empreendedora para fazer Barra Mansa crescer. Vamos viabilizar o acesso à ZEN e sua insfraestrutura, além de fomentar outros segmentos econômicos na cidade, como agronegócio e serviços”, afirmou Cláudio.

J.Chagas, candidato pelo PSL, foi o quarto candidato a fazer uso da palavra. “Eu sou adepto da política da boa vizinhança, pois defendo a união para alcançar objetivos comuns. A população quer mudança, quer um candidato que faça a cidade crescer de verdade. Essa união das entidades é muito importante e por isso conta com meu apoio”, destacou o candidato.

Professora Clarice, do PT, foi a penúltima candidata. “Precisamos solucionar os entraves que barram o funcionamento das zonas de negócios para que possamos atrair empresas. Mas nenhum investimento chega sem uma saúde e educação decentes e vamos trabalhar para mudar o atual quadro. Nosso compromisso será também com os pequenos empresários, pois vamos estimular a descentralização dos espaços comerciais. A Flumisul voltará a ter seu caráter internacional e incentivaremos a qualificação de mão de obra local”, afirmou a candidata.

Encerrando o painel com os candidatos, Rodrigo Drable (PMDB) garantiu que seu governo será pautado pela transparência e participação social. “Precisamos solucionar problemas estruturais que foram gerados por falta de planejamento a longo prazo. É preciso atualizar as vocações econômicas do município. Apesar do setor metalmecânico ser forte, precisamos fomentar outros segmentos e oferecer capacitação para formar mão de obra. Vamos revisar o código tributário municipal e aplicar um modelo de incentivo fiscal que beneficie tantos empresas novas quanto as atuais. Nosso governo espera contar com o apoio das entidades na fiscalização dos recursos públicos”, disse Rodrigo.

Ao final do evento, os candidatos também assinaram termo no qual se comprometeram, se eleitos, a apoiar a implantação do CODECBM, formado pela sociedade civil organizada, e do Fundo Municipal de Desenvolvimento Econômico. “Vimos de perto que a sociedade civil organizada pode contribuir, de fato, para o desenvolvimento das cidades por meio de um trabalho focado e organizado. É isso que estamos propondo para Barra Mansa e contamos com a participação de toda a sociedade”, finalizou Arivaldo.

Fórum - O Fórum de Desenvolvimento de Barra Mansa entidades empresariais, sociais e educacionais que atuarão juntas no planejamento e execução de ações que ajudem a construir o futuro da cidade. Representantes da Firjan,  CDL BM, ACIAP BM, Sicomércio BM, UBM, Sindicato Rural de Barra Mansa, Sulcarj, Sociedade Médica Barramansense e OAB BM fazem parte do órgão.

Empoderamento e emancipação do jovem são questões prioritárias para SNJ

O secretário nacional de Juventude, Bruno Moreira Santos, participou na manhã desta terça-feira (20/09), da abertura da 2ª Reunião Ordinária do Fórum Nacional de Aprendizagem Profissional, no auditório do Ministério do Trabalho, em Brasília (DF). Também participaram da cerimônia o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, a ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST) Kátia Arruda, e o representante do Fundo das Nações Unidas para a Educação (Unfpa), Jaime Nadal.
Bruno destacou que a SNJ e o Ministério do Trabalho têm sido grandes parceiros na elaboração e na execução das políticas pública para juventude. E afirmou que o fórum está sendo realizado num bom momento. “A prioridade do governo federal é o empoderamento do jovem. E, em segundo lugar, a emancipação”, disse o secretário. Ele explicou que o governo federal está gerando oportunidade para a juventude por meio da Lei de Aprendizagem, do Identidade Jovem (que será lançado nos próximos dias), do Pró-jovem, do Programa Estação Juventude e de parcerias com a iniciativa privada que garantam o acesso dessa parte da população ao mercado de trabalho.
De acordo com Ronaldo Nogueira, o Ministério do Trabalho vai investir R$ 70 milhões em capacitação profissional em 2017. “E o público alvo desses nossos cursos será o jovem e a pessoa com deficiência”, informou o ministro. “Além de buscar inovações para aperfeiçoar a aprendizagem profissional da juventude, também estamos intensificando as ações de combate ao trabalho infantil”.
O Fórum está debatendo várias formas de aperfeiçoar a legislação. Entre os temas abordados estão o estímulo à aprendizagem, a erradicação do trabalho de crianças e adolescentes em lixões, a inclusão de egressos do sistema prisional e a inclusão social por meio de programa. “O Fórum Nacional da Aprendizagem tem por sua finalidade e missão principal fomentar a aprendizagem profissional no Brasil e também lembrar a sociedade que quando se fala de jovem aprendiz, não estamos falando apenas de um programa, estamos falando de uma legislação”, lembrou o diretor de Políticas de Trabalho e Emprego para a Juventude do Ministério do Trabalho, Higino Brito Vieira.
A Lei da Aprendizagem está completando 16 anos. O texto foi aprovado em 2000, embora só tenha sido regulamentado em 2005. Essa lei determina que todas as empresas de médio e grande porte mantenham em seus quadros de funcionários, jovens de 14 a 24 anos, na modalidade Aprendiz, com cotas que variam de 5% a 15% por estabelecimento. De acordo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram admitidos em 2015, mais de 400 mil novos jovens aprendizes.

Entidades assinam Acordo de Cooperação pela dignidade e direitos das crianças e adolescentes brasileiros

Foi assinado na manhã da última sexta-feira (16/09), na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília (DF), o Acordo de Cooperação pela Dignidade e Direitos das Crianças e Adolescentes Brasileiros. O documento foi assinado por 11 instituições que formam a Mesa pro Bice Brasil e tem por finalidade valorizar o trabalho conjunto das instituições católicas nacionais e internacionais e contribuir para a construção de um novo conceito de cidadania.
Dom Guilherme Antônio Werlang, bispo de Ipameri (GO) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz da CNBB, afirmou que “há parceria da Igreja Católica com o governo para a defesa e garantia dos direitos de cada criança e cada adolescente desde o início do Brasil e não podemos romper essa parceria de jeito nenhum”. O acordo tem por objetivo valorizar o trabalho conjunto das instituições católicas nacionais e internacionais e contribuir para a construção de um novo conceito de cidadania, que estimule a atuação nas políticas públicas, na educação, e, na participação da criança e do adolescente, como eixos principais, promovendo a cultura inclusiva mediante estratégias de diálogo entre gerações e o exercício dos direitos.
As ações do acordo são voltadas aos gestores de políticas públicas, conselhos federais, estaduais e municipais, fóruns, organizações da sociedade civil e autoridades ligadas ao trabalho da promoção, defesa e garantia dos direitos das crianças e adolescentes. A Secretaria Nacional da Juventude esteve representada pelo assessor Arthur Porto. Estiveram presentes ao evento Olivier Duval, presidente da Bureau International Catholic de l´Enfance (Bice) e Edgar Genuíno Nicodem, presidente da Rede La Salle que representa a Mesa pro Bice Brasil. Nicodem ressaltou que para o acordo dar certo é preciso contar com a colaboração de toda a sociedade. “O acordo vai contribuir para dar uma condição melhor a crianças e jovens deste país”.
A Mesa pro Bice é composta pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB); Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (Anec); Bureau International Catholique de l’Enfance (Bice); Cáritas Brasileira; Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), Pastoral da Criança; Pastoral do Menor; Rede Jesuíta Brasil; Rede La Salle; Rede Salesiana do Brasil e a União Marista do Brasil. Ao assinar o Acordo de Cooperação pela Dignidade e Direitos das Crianças e Adolescentes Brasileiros, as organizações ratificam compromissos e a firme determinação de responder às demandas e desafios contemporâneos.

SNJ promove reunião sobre Juventude Segura

A Secretaria Nacional de Juventude (SNJ) promoveu uma reunião de trabalho, nesta quarta-feira (21/09), para apresentar o programa Plataforma Juventude Segura. Estiveram presentes a secretária-executiva da Secretaria de Governo da Presidência da República, Ivani dos Santos; o secretário nacional de Juventude, Bruno Moreira Santos, e a secretária-adjunta, Roberta Pires Ferreira; e representantes dos Ministérios da Cultura e da Educação; das Secretarias Especiais de Direitos Humanos, de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e de Políticas para as Mulheres do Ministério da Justiça e Cidadania; das Secretarias de Segurança e de Esporte, Lazer e Juventude do Estado do Rio de Janeiro; da Unicef e do Instituto Reação.
O encontro serviu para construir as diretrizes para a implantação do programa em nível federal. O Juventude Segura é uma iniciativa das Secretarias de Estado de Segurança (SESEG) e de Esporte, Lazer e Juventude (SEELJE) do Rio de Janeiro que reúne um conjunto de ações articuladas entre diferentes setores da sociedade e do governo para a construção e a consolidação de políticas públicas de segurança focadas nos direitos de adolescentes e jovens. O objetivo é aproximar a juventude da segurança e vice-versa, tornando a política de segurança mais eficaz.
O ponto de partida da plataforma é o entendimento de que a segurança pública é um direito que deve ser garantido pelo Estado, mas também um dever de todos. E o reconhecimento de que as situações de violações de direitos e o fenômeno das violências são complexos, multicausal e, muitas vezes, contraditório. Lançado em junho deste ano no Rio de Janeiro, o programa realizou seis rodas de discussão sobre problemas que afligem a juventude brasileira.
De acordo com a secretária-adjunta nacional de Juventude, Roberta Pires Ferreira, esses encontros também serão realizados em nível federal, para a troca de experiências e a disseminação de informações. “As cidades que receberão o projeto-piloto serão definidas com base no Mapa da Violência, que é uma pesquisa importante sobre a violência no Brasil”, explicou.
Roberta afirmou que poderá ser utilizada a Plataforma de Centros Urbanos da UNICEF para ampliar o diálogo e chegar a um número maior de jovens. Esse programa está presente nas cidades de Belém (PA), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Manaus (AM), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Luís (MA) e São Paulo (SP) e é uma contribuição da UNICEF para a melhoria da qualidade de vida dos adolescentes. “Por meio da Plataforma conseguimos falar com milhões de jovens e estabelecer um diálogo”, informou a coordenadora do programa de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente do UNICEF no Brasil, Casimira Benge.
O secretário nacional de Juventude, Bruno Moreira Santos, esclareceu que o planejamento e lançamento do Juventude Segura vêm num momento bastante oportuno. “O retorno da SNJ à Secretaria de Governo da Presidência da República garante o empoderamento das políticas para a juventude e a transversalidade do tema e é muito importante que possamos fazer a articulação entre as diferentes áreas envolvidas nesse projeto”.


Brasil se compromete na ONU a frear aumento da temperatura

O presidente Michel Temer entregou ao secretário-geral das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-Moon, o documento no qual o Brasil ratifica o Acordo de Paris sobre mudança do clima. O texto estabelece metas a serem adotadas pelo país, com o objetivo de frear o aumento da temperatura no mundo.

De acordo a ONU, 30 países devem encaminhar o documento ainda nesta quarta (21), durante a cerimônia na sede das Nações Unidas, em Nova York. Para entrar em vigor, o acordo precisa ser ratificado (transformado em lei) por pelo menos 55 países responsáveis por 55% das emissões de carbono.
Assinado pelos 197 países da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC, na sigla em inglês), o acordo foi aprovado pelo Congresso Nacional brasileiro em agosto deste ano.
Metas
Pelo acordo, o Brasil assume oficialmente o compromisso de manter o aumento da temperatura média global em menos de 2°C acima dos níveis pré-industriais e de limitar o aumento da temperatura a 1,5°C acima de tais níveis até 2100.
Para atingir o objetivo, o tratado estabelece metas individuais de cada país. No caso do Brasil, o país se compromete a reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 37% até 2025, na comparação com os níveis registrados em 2005; e em 43% até 2030.
Também é objetivo do acordo promover o financiamento coletivo de um piso de US$ 100 bilhões a cada ano para países em desenvolvimento, considerando suas necessidades e prioridades, bem como criar um mecanismo de revisão, a cada cinco anos, dos esforços globais para frear as mudanças do clima.
Agricultura e energia
Na agricultura, a meta brasileira é restaurar e reflorestar uma área de 12 milhões de hectares. Os planos incluem ainda a restauração de mais 15 milhões de áreas degradadas e o aumento de 5 milhões de hectares no sistema de integração lavoura pecuária e floresta.
No setor energético, o objetivo é elevar para 18% o uso de biocombustíveis sustentáveis. O Brasil pretende atingir 45% de energias renováveis na matriz energética, dos quais entre 28% e 33% são de fonte não hídrica, incluída a energia eólica e a solar. O país ainda pretende ter ganhos de eficiência energética no setor em torno de 10%.
Encontro com empresários
Ainda hoje, ao meio-dia, Temer terá um encontro seguido de almoço com empresários e investidores, em evento promovido pelo Conselho das Américas. A expectativa é que ele faça a palestra de encerramento do encontro.
À tarde, o presidente participa de entrevista coletiva com jornalistas da imprensa brasileira e internacional.
O embarque de Temer para o retorno ao Brasil está previsto para as 17h (18h no horário de Brasília).http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/brasil-entrega-a-onu-documento-de-ratificacao-do-acordo-de-paris/

Tribunal Superior Eleitoral encontra 92 mil doações suspeitas para as eleições municipais

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apresentou nesta quarta-feira (21) o novo levantamento sobre suspeitas nas doações às campanhas eleitorais deste ano. Ao todo, segundo o cruzamento de dados com o Tribunal de Contas da União (TCU), foram encontrados 92,2 mil doações suspeitas a candidatos a prefeito e a vereador. O número representa 27,9% do total de contribuições às campanhas.

Dentre outras irregularidades, foram encontrados doadores já falecidos e, mesmo nessa condição, beneficiários de programas sociais, como o Bolsa Família. Ao todo, o TSE investiga doações suspeitas no valor total de R$ 266 milhões. No primeiro levantamento, divulgado na semana passada, 38,9 mil doadores já estavam em análise.
Por outro lado, os registros de despesas com fornecedores, empresas ou pessoas físicas, de um total de 399,6 mil, apenas 5,4 mil demonstraram algum indício de irregularidade – o que equivale a 1,4% do valor global, percentual considerado desde que as checagens começaram a ser feitas.
Os dados são resultado de um cruzamento de dados feito por meio de uma parceria entre o TSE e o TCU para acompanhar as arrecadações e despesas dos candidatos e partidos políticos durante as campanhas eleitorais. O processo permite que as informações enviadas pelos concorrentes às vagas sejam cruzadas com registros de outros bancos de dados.
Divulgação/Unodc-ONU
Doações suspeitas representam 27,9% do total
O objetivo é encontrar indícios de irregularidade ainda no início dos pleitos. Até as eleições de 2014, a Justiça Eleitoral recebia os esclarecimentos sobre o financiamento de campanha em três etapas: na primeira parcial de campanha, na segunda e na prestação de contas final. Os cálculos estão sendo executados semanalmente por auditores de controle externo especializados em entendimento de conteúdo e linguagem de bases de dados. O conhecimento dos técnicos é considerado fundamenta para a concepção desses cruzamentos.http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/tse-encontra-92-mil-doacoes-suspeitas-nas-eleicoes-municipais/

Valença: 5ª Conferência Municipal das Cidades

5ª CONFERÊNCIA DAS CIDADES ACONTECE NESTE SÁBADO

A Comissão preparatória da Conferência Municipal, juntamente com o Conselho Municipal da Cidade de Valença, convida a população para a 5ª Conferência Municipal das Cidades, que será realizada no dia 24 de Setembro de 2016, entre 9h e 16h, no auditório do CEFET – Campus Valença, à Rua Voluntários da Pátria, s/n, Bairro Belo Horizonte.

A 5ª Conferência Municipal segue as diretrizes da 6ª Conferência Nacional das Cidades, que terá como temática: “A Função Social da Cidade e da Propriedade”; e como lema: “Cidades Inclusivas, Participativas e Socialmente Justas”.

No encontro local, serão discutidos os seguintes temas:
Eixo 1: Habitação
Eixo 2: Mobilidade urbana
Eixo 3: Planejamento urbano
Eixo 4: Saneamento

Além de debater os temas, a 5ª Conferência Municipal das Cidades produzirá um relatório final, que será publicado e divulgado amplamente na cidade e encaminhado à Comissão Preparatória da 6ª Conferência Estadual. No Encontro, ainda serão eleitos os 09 Delegados que representarão o Município na 6ª Conferência Estadual das Cidades.

Para maiores informações, os interessados podem acessar o Regimento da 5ª Conferência Municipal das Cidades e o da 6ª Conferência Nacional das Cidades no site da Prefeitura de Valença: www.valenca.rj.gov.br.

Jovem Aprendiz Fundação CSN com Inscrições Abertas

Estão abertas as inscrições gratuitas para o cadastro de interessados no Programa Jovem Aprendiz Fundação CSN. Se você tem entre 14 a 22 anos e mora em Conselheiro Lafaiete, não perca essa oportunidade! Acesse aqui todas as informações: https://goo.gl/lXoCXE #primeiroemprego #jovemaprendiz

Lançamento da Conferência Nacional de Educação é realizado no MEC

No final da tarde desta segunda-feira, 19, o ministro da Educação, Mendonça Filho, participou da solenidade de lançamento da Conferência Nacional de Educação (Conae) 2018, no auditório do edifício sede do Ministério da Educação (MEC). Com o objetivo geral de monitorar e avaliar o cumprimento do Plano Nacional de Educação (PNE), a Conae 2018 também contribuirá com sugestões de metas e estratégias para políticas educacionais. “Estamos dispostos a cumprir o calendário, dentro do quadro orçamentário, e a realizar, como está prevista, a Conferência Nacional da Educação”, afirmou o ministro. Participaram ainda do lançamento secretários do MEC e representantes de mais de 50 entidades que compõem o Fórum Nacional de Educação (FNE).
Na avaliação do ministro, esse tipo de debate partilha ideias divergentes, permitindo chegar a um senso comum, onde o objetivo é promover uma educação pública inclusiva e com equidade social. “Vamos apoiar, dentro do quadro orçamentário do MEC, a realização das conferências preparatórias, e desejamos que, dentro dessa pluralidade, dessa abertura, possamos divergir e possamos também estabelecer o mínimo de convergência”, salienta Mendonça Filho.
O presidente do FNE, Heleno Araújo, defendeu a participação da União como fundamental e necessária para garantir o trabalho da Conae 2018. Segundo ele, a expectativa é que sejam necessários investimentos de, aproximadamente, R$ 40 milhões, como ocorreu em 2015. Um documento base deverá estar pronto até dezembro deste ano para orientar os estados e municípios como devem trabalhar o conteúdo no ano que vem.
“É uma conferência que deve ser precedida pelas etapas municipais, distrital e estaduais e é importante que o MEC garanta o orçamento par a realização das mesmas”, reforçou Heleno.
Durante o evento, o ministro Mendonça Filho esclareceu ainda que o MEC vai manter as políticas públicas de grande relevância como o Fies, Prouni, o Brasil Alfabetizado e a formação de professores. De acordo com Mendonça Filho, com respaldo do presidente da República, Michel Temer, houve a decisão de repor R$ 4,7 bilhões dos mais de R$ 6 bilhões contingenciados no início do ano pelo governo anterior. “Mesmo com a reposição, não estamos em situação de conforto ou folga financeira, mas isso permitiu que o Ministério pudesse quase dobrar o repasse de recursos para as instituições federais de ensino”, explicou o ministro.
Mendonça Filho lembrou que, nos últimos 12 anos, apesar de o orçamento ter triplicado, passando de R$ 40 bilhões para mais de R$ 130 bilhões, a qualidade e o desempenho da educação nos últimos anos não são compatíveis com esse crescimento.
Conae - A Conferência Nacional de Educação é realizada de quatro em quatro anos. Em 2018, o tema será "A Consolidação do Sistema Nacional de Educação (SNE) e o Plano Nacional de Educação (PNE): monitoramento, avaliação e proposição de políticas para a garantia do direito a educação de qualidade social, pública, gratuita e laica".
De acordo com Regina de Assis, secretária de Articulação com as Instituições de Ensino (Sase), o Fórum é uma conquista da população brasileira. A secretária destacou ações práticas de gestão, necessárias para que os estados, o distrito federal e os municípios, articulando seus orçamentos, sejam capazes de desenvolver políticas públicas que levam ao êxito o trabalho de ensinar e aprender. “Nunca podemos perder de vista isso, esse arcabouço e toda essa arquitetura que visa que as escolas brasileiras, onde quer que estejam, tenham a capacidade de atender o direito de professores e alunos”, concluiu.  
Assessoria de Comunicação Social http://portal.mec.gov.br/component/content/index.php?option=com_content&view=article&id=39421:lancamento-da-conae-2018-e-realizada-no-mec&catid=222&Itemid=86

Objeto detonado por Esquadrão Antibomba era arma usada em paintball

O delegado adjunto da 90ª DP (Barra Mansa), Marcio Leandro Figueroa, mandou registrar o depoimento de uma testemunha que afirmou que o objeto encontrado preso numa roda de ônibus, em um pátio da Viação Resendense, no bairro Saudade, era uma arma usada na prática de paintball.  O objeto foi detonado na terça-feira (20), por Agentes do Esquadrão Antibomba da Polícia Civil do Rio de Janeiro que alegaram que apenas uma perícia mais detalhada poderia informar se objeto encontrado continha material explosivo.
Um robô foi usado pela equipe especializada em explosivos para remover a peça. À noite um policial com roupa especial e apropriada conduziu o artefato até um ponto isolado do terreno, onde a peça foi explodida. Sacos de areia foram utilizados para isolar a área e conter os estilhaços.
Uma testemunha disse a uma rádio que esqueceu o instrumento no local.
– Em Barra Mansa,  muitas pessoas têm o costume de jogar o paintball. Tem uns seis meses que brincamos no local, e acabamos esquecendo o artefato lá. Quando vi pela internet e reconheci, fui direto à delegacia para esclarecer o que houve – disse.
Mesmo assim, Figueroa pretende aguardar o resultado da perícia feito no equipamento detonado.
 http://diariodovale.com.br/tempo-real/pericia-vai-esclarecer-se-objeto-detonado-em-barra-mansa-tinha-material-explosivo/

Entidades empresariais lançam Codecbm

O Fórum de Desenvolvimento de Barra Mansa lançou na noite desta segunda-feira, (19), o Codecbm (Conselho de Desenvolvimento Econômico de Barra Mansa). O evento foi realizado no auditório do Sesi e reuniu cerca de 170 pessoas, entre associados às entidades que compõem o fórum, convidados e autoridades. Os seis candidatos à prefeitura participaram de um painel para exposição dos seus planos de governo ligados ao desenvolvimento econômico da cidade.
— Nosso objetivo é transformar Barra Mansa em um lugar ainda melhor para se viver. Precisamos unir a sociedade em prol de um projeto único que traga crescimento social e econômico para o município. Por isso, as entidades se organizaram e vão buscar o envolvimento de diversos atores neste trabalho. É um projeto de médio e longo prazo que vai ajudar a construir o futuro de Barra Mansa — afirmou o presidente do Fórum, Arivaldo Corrêa Mattos, no início do evento.
A ordem de apresentação dos candidatos foi definida por sorteio. Cada um teve 10 minutos para discorrer sobre seus projetos. O primeiro a falar foi o candidato Ueslei Brito (PC do B). Ele agradeceu a oportunidade e elogiou a iniciativa do Fórum. Em seguida, passou a palavra para o candidato a vice-prefeito de sua chapa, Antônio César e Silva, o Tuca.
— Vamos atuar nos projetos estruturantes, como a ponte que liga a Vista Alegre e Vila Maria à Via Dutra, o plano de ocupação da Edimetal, a construção de marginais na Via Dutra e incentivar a instalação de centros de distribuição na BR 393 — disse Tuca.
Em seguida, o candidato Bruno Marini (PP) falou para o público.
— Não vejo os outros candidatos falando de como economizar recursos, somente como gastar. Para sobrar dinheiro, é preciso rever contratos e a folha de pagamento e farei isso se eleito. Organizarei um grupo com pessoas notáveis para repensar Barra Mansa. Tenho o espírito empreendedor e vou buscar incentivos para atrair novos negócios, inéditos no Brasil, como robótica, equipamentos esportivos, lâmpadas LED etc. Incentivarei o agronegócio e o turismo rural. A marca do nosso governo vai ser o desenvolvimento econômico — garantiu Bruno.
O candidato Cláudio Manes (PSDB) foi o terceiro candidato a expor seu projeto de governo para o desenvolvimento da cidade.
— O governo tem que ter independência e criar ações que fomentem o crescimento. Vamos privilegiar os talentos da cidade, fazer um trabalho sério de gestão. Tenho experiência administrativa e visão empreendedora para fazer Barra Mansa crescer. Vamos viabilizar o acesso à ZEN e sua infraestrutura, além de fomentar outros segmentos econômicos na cidade, como agronegócio e serviços — afirmou Cláudio.
J.Chagas, candidato pelo PSL, foi o quarto candidato a fazer uso da palavra.
— Eu sou adepto da política da boa vizinhança, pois defendo a união para alcançar objetivos comuns. A população quer mudança, quer um candidato que faça a cidade crescer de verdade. Essa união das entidades é muito importante e por isso conta com meu apoio — destacou o candidato.
Professora Clarice, do PT, foi a penúltima candidata.
— Precisamos solucionar os entraves que barram o funcionamento das zonas de negócios para que possamos atrair empresas. Mas nenhum investimento chega sem uma saúde e educação decentes e vamos trabalhar para mudar o atual quadro. Nosso compromisso será também com os pequenos empresários, pois vamos estimular a descentralização dos espaços comerciais. A Flumisul voltará a ter seu caráter internacional e incentivaremos a qualificação de mão de obra local — afirmou a candidata.
Encerrando o painel com os candidatos, Rodrigo Drable (PMDB) garantiu que seu governo será pautado pela transparência e participação social.
— Precisamos solucionar problemas estruturais que foram gerados por falta de planejamento a longo prazo. É preciso atualizar as vocações econômicas do município. Apesar do setor metalmecânico ser forte, precisamos fomentar outros segmentos e oferecer capacitação para formar mão de obra. Vamos revisar o código tributário municipal e aplicar um modelo de incentivo fiscal que beneficie tantos empresas novas quanto as atuais. Nosso governo espera contar com o apoio das entidades na fiscalização dos recursos públicos — disse Rodrigo.
Ao final do evento, os candidatos também assinaram termo no qual se comprometeram, se eleitos, a apoiar a implantação do Codecbm, formado pela sociedade civil organizada, e do Fundo Municipal de Desenvolvimento Econômico.
— Vimos de perto que a sociedade civil organizada pode contribuir, de fato, para o desenvolvimento das cidades por meio de um trabalho focado e organizado. É isso que estamos propondo para Barra Mansa e contamos com a participação de toda a sociedade —  finalizou Arivaldo.
Fórum
O Fórum de Desenvolvimento de Barra Mansa entidades empresariais, sociais e educacionais que atuarão juntas no planejamento e execução de ações que ajudem a construir o futuro da cidade. Representantes da Firjan,  CDL BM, ACIAP BM, Sicomércio BM, UBM, Sindicato Rural de Barra Mansa, Sulcarj, Sociedade Médica Barramansense e OAB BM fazem parte do órgão. http://diariodovale.com.br/tempo-real/entidades-empresariais-lancam-codecbm/

Mulheres são maioria entre os 4.898.045 eleitores do Rio de Janeiro

Com 11 candidatos à prefeitura, o município do Rio de Janeiro tem 4.898.045 de pessoas que irão às urnas no próximo dia 2 de outubro, representando 39,45% do eleitorado do estado, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Desse total de votantes na capital, 54,55% (ou 2.671.694) são mulheres; 45,34% são homens (2.220.601); e outros 5.750 eleitores não declararam o sexo.
A maioria dos votantes no Rio está na faixa de 25 a 59 anos, sendo que o maior contingente tem entre 45 e 59 anos: 557.842 são homens e 668.919, mulheres. Os jovens com 16 anos de idade que participarão este ano de sua primeira eleição mostram estabilidade entre os sexos:  2.632 são homens, enquanto 2.623, mulheres. Entre os jovens com 17 anos, o número sobe para 9.421 eleitores do sexo masculino e 9.168, do sexo feminino.
A maior parcela dos eleitores apresenta ensino médio incompleto, alcançando 1.177.936 pessoas. Em seguida, aparecem aqueles com ensino fundamental incompleto (1.051.990) e, depois, com ensino médio completo (1.011.966). Os partidos políticos que mostram mais eleitores filiados são PDT (80.483 pessoas), PMDB (65.162), PSDB (53.803) e PT (52.753).
Candidatos
Entre os 11 candidatos à prefeitura carioca, quatro são deputados federais (Alessandro Molon, Jandira Feghali, Índio da Costa e Pedro Paulo), um senador (Marcelo Crivella), e três deputados estaduais (Flávio Bolsonaro, Osório e Marcelo Freixo). Os demais não ocupam cargos públicos.
Alessando Molon, do partido Rede, coligação Todos pelo Rio, é natural de Belo Horizonte (MG), onde nasceu no dia 28 de outubro de 1971. Casado, tem curso superior. O patrimônio declarado à Justiça Eleitoral é de R$ 1.764.986,17. Recebeu recursos no total de R$ 105.652,50.
A empresária Carmen Migueles é do partido Novo. Casada, tem curso superior e nasceu em Petrópolis, região serrana fluminense, no dia 7 de fevereiro de 1963. Recebeu R$ 35,570,94 e sua lista de bens soma R$ 2.182.104,74.
Com curso superior completo, casado, Marcelo Crivella, do PRB, é natural da capital do estado do Rio de Janeiro, onde nasceu no dia 9 de outubro de 1957. Sua coligação é Por um Rio Mais Humano. Total de recursos recebidos: R$ 2.929.300,00. Patrimônio de R$ 701.651,81.
O professor do ensino superior Cyro Garcia se declara negro, é solteiro e natural do município de Manhumirim (MG), onde nasceu no dia 26 de outubro de 1954. Seu partido é o PSTU, sem coligação. Recebeu R$ 5.880,01 e tem patrimônio declarado de R$ 216.000.
Casado, Flávio Bolsonaro, do PSC, é o mais jovem dos candidatos a prefeito do Rio de Janeiro, onde nasceu no dia 30 de abril de 1981. Defende a coligação O Rio Precisa de Força para Mudar. As doações recebidas somam R$ 335.000 e a lista de bens, R$ 1.454.218,06.
Também natural do Rio, o candidato do PSD, Índio da Costa, tem curso superior completo. Nasceu no dia 20 de outubro de 1970. A coligação é Juntos pelo Carioca. Tem o patrimônio declarado mais elevado (R$ 11.839.746,19) e recebeu R$ 792.060 para a campanha.
Jandira Feghali, do PC do B, coligação Rio em Comum, nasceu no Rio, no dia 17 de maio de 1957. É divorciada. Tem curso superior. O total de recursos recebidos atinge R$ 194.807,85. Seu patrimônio soma R$ 550.399,68.
Marcelo Freixo apresenta o menor valor de patrimônio declarado à Justiça Eleitoral: R$ 5.000. Recebeu como recursos R$ 492.609,92. Nascido em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro, em 12 de abril de 1967, tem curso superior completo. Seu partido é o PSOL, coligação Mudar é Possível.
Outros nomes
O candidato Osório, do PSDB, é o único sem curso superior. Tem curso médio completo, é casado e nasceu na capital do estado no dia 20 de outubro de 1965. Sua coligação é Rio de Oportunidades e Direitos. Os recursos recebidos somam R$ 746.000 e declara patrimônio é de R$ 846.419,19.
Pedro Paulo, do PMDB, mostra o maior volume de recursos recebidos – R$ 7.427.697,77. Economista, com curso superior completo, é casado. Sua coligação é Juntos pelo Rio. Nasceu no município do Rio de Janeiro em 29 de junho de 1972. O patrimônio atinge R$ 483.123,70.
A pedagoga Thelma Bastos tem a candidatura indeferida com recurso. Casada, tem curso superior completo. Nasceu em Gama, no Distrito Federal, no dia 23 de novembro de 1975. Seu partido é o PCO. Não tem coligação, não recebeu nenhuma doação para campanha e não apresenta nenhum bem cadastrado.
O estado do Rio de Janeiro tem 431 candidatos a prefeito para seus 92 municípios e 21.394 candidatos às Câmaras de Vereadores.http://diariodovale.com.br/politica/mulheres-sao-maioria-entre-os-4-898-045-eleitores-do-rio-de-janeiro/

Exapicor tem início nesta quinta-feira e segue até o dia 30 de setembro no Parque de Exposições de Resende

Resende A 49ª Exapicor Família, promovida pela Associação Folclórica e Cultural dos Sertanejos de Resende, será aberta oficialmente nesta quinta-feira, dia 22, às 20h, no Parque de Exposições, no bairro Morada da Colina. O evento comemora os 215 anos do município e a entrada é gratuita. Ele acontece de 22 a 30 de setembro, em parceria com a prefeitura.
Um dos objetivos da Associação Folclórica é resgatar nesta edição as raízes da Exapicor. Para isso, está programada a “Festança rural”, com músicas e danças típicas embaladas pelas apresentações de violeiros, calangueiros e seresteiros.
Será realizado, ainda, o torneio leiteiro nos estandes da agropecuária, prova hípica e exposição de cavalo árabe. Este ano um referencial será a mini fazendinha, com mini pônei, mini vaca, pássaros e outros animais.
A festa contará com um estande histórico, com uma exposição da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) e da Polícia Militar. Também haverá um “Espaço Cultural”, com mostras organizadas pelo Museu de Arte Moderna de Resende (MAM) e o Espaço Claudionor Rosa, em homenagem ao diretor do Arquivo Histórico Municipal.
O comércio terá destaque na exposição. Dois galpões serão direcionados ao setor, com lojas e empresas apresentando seus produtos e serviços, além de um galpão reservado às indústrias da cidade.
O Palco Resende voltará nesta edição. Nele, cantores e bandas do município terão a chance de apresentarem seu som ao público. Somando tudo a Exapicor terá mais de 80 atrações.
Outras duas novidades da exposição serão uma exposição de carros antigos e um encontro de pessoas que curtem carros customizados, rebaixados e com sons potentes – no dia 27, às 17h.
O público também poderá contar com parque de diversões, com brinquedos para todas as idades e gostos, praça de alimentação, camarote vip e a Boate Dakar. De segunda a sexta-feira, os portões serão abertos às 18h; já no sábado e domingo, a partir das 10h o parque já começa a receber os visitantes.
Segurança e transporte
Para garantir a segurança do público, estimado em cerca de 80 mil pessoas nos dias de festa, a organização vai contar com cerca de 100 homens de uma empresa privada, além do reforço da Guarda Municipal e da Polícia Militar dentro e no entorno do Parque de Exposições, onde também será instalada uma Central de Monitoramento por câmeras.  E para que a população desfrute da festa com comodidade, a Viação São Miguel colocará ônibus saindo do parque diariamente para todos os bairros da cidade.

Programação de shows

Palco principal

Dia 22, quinta – A abertura será marcada pelos shows gospel de Léa Mendonça e Gisele Nascimento, às 21h
Dia 23, sexta-feira – Nego do Borel, 1h
Dia 24, sábado – Patati Patatá, às 18h; e Biquíni Cavadão, 1h
Dia 25, domingo – Anitta, 23h30
Dia 28, quarta-feira – Sorriso Maroto, 1h
Dia 29, quinta-feira – Matheus e Kauan, 1h
Dia 30, sexta-feira – Bruno e Barreto, 1h


Palco Resende

Dia 22 – Programação gospel local
Dia 23 – A partir das 21h: Trio Sabiá, Banda G5, Rafaela Rodrigues e Grupo Comprazer
Dia 24 – A partir das 20h: Klayton Rodrigues, Fábio Monteiro, Os Silvas, Banda Z, Ph Trio e Grupo Opção 04
Dia 25 – A partir das 19h: Lara Valente, Os Karas, Hélio Júnior e Billy, e Sambaí
Dia 28 – A partir das 20h: Israel de Paula, Kika Porto, Os Primus, Nosso Lema e Diogo Senna
Dia 29 – A partir das 17h: animação infantil, Léo Carvalho, João Luiz e Roselito, Orquestra de Violas, Amaral e Amorim, Matheus Faria, Mx Oliveira e Gustavo, e Márcio Henrique e Gabriel
Dia 30 – A partir das 20h: Quatertum Brasil, André Camões, Robson e Romilson, Banda América e Felipe Cassani


Palco principal: Nego do Borel, Sorriso Maroto e Anitta estão entre as atrações da Exapicor (Fotos: Divulgação)
Palco principal: Nego do Borel, Sorriso Maroto e Anitta estão entre as atrações da Exapicor (Fotos: Divulgação)
nego-do-borel sorriso-marotohttp://diariodovale.com.br/lazer/exapicor-tem-inicio-nesta-quinta-feira-e-segue-ate-o-dia-30-de-setembro-no-parque-de-exposicoes-de-resende/