English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

sexta-feira, fevereiro 10, 2017

Prefeito de Volta Redonda se reúne Sindicato dos Metalúrgicos


Samuca Silva reafirma que o principal ponto do seu governo é a geração de emprego e renda

O prefeito de Volta Redonda visitou na manhã desta quinta-feira, dia 9, a sede do Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense e esteve reunido com o presidente da entidade, Silvio Campos. Os vereadores Carlinhos Santana e Edson Quinto e o presidente da Câmara Municipal, Sidney Dinho, também participaram.
O chefe do Executivo enfatizou que o seu governo tem com uma das principais missões, a geração de emprego e renda. "Já estamos negociando a vinda de uma empresa de Call Center que vai gerar a mais de 500 empregos diretos. A previsão inicial é que comece a funcionar já em abril", afirmou o prefeito, durante o café da manhã oferecido pelo sindicato.
Outro ponto abordado foi o diálogo com a CSN, a maior empresa da cidade. "Sou servidor público. Uma boa negociação começa com a força do diálogo. É difícil entender como o Executivo Municipal ficou 20 anos sem dialogar com a principal empresa da cidade. Isso já está mudando em Volta Redonda. Estive reunido com o presidente da CSN, Benjamim Steinbruch, antes de tomar posse e ele está disposto em investir na cidade. O que precisamos é elaborar projetos para serem apresentados", disse o prefeito, que continuou:
"A CSN está com vontade de dialogar com a prefeitura e ocupar as áreas da cidade. Entre elas, está o prédio do Escritório Central. O governo recebeu dois projetos, na área de tecnologia, para serem repassados para a empresa. Mas a decisão é dela (CSN)", frisou Samuca.
O prefeito de Volta Redonda também convidou Silvio Campos para visitar as empresas na beira da Via Dutra - de Pirai a Itatiaia - para conhecer os fornecedores das montadoras e convidá-los para investir em Volta Redonda.
"A cidade tem área. São dois parques industriais que precisam ser ocupados. Infelizmente, há uma liminar que proíbe todo Estado do Rio de Janeiro de conceder incentivos fiscais ao setor produtivo e outro entrave é o percentual do ISS (Imposto Sobre Serviços) de Volta Redonda que é 5%. Há município que o percentual é de 2%", finalizou o prefeito.
O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos agradeceu a presença do prefeito e se colocou à disposição da prefeitura. "Sabemos da crise que estamos passando e precisamos de parcerias com o poder público municipal para gerarmos emprego e renda aos metalúrgicos", concluiu Silvio Campos.