English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

terça-feira, maio 23, 2017

Conselhos de Unidades de Conservação Ambiental de Barra Mansa são montados

Conselhos de Unidades de Conservação Ambiental de Barra Mansa são montados
Atualmente, cidade conta com sete áreas de conservação ecológica
As Unidades de Conservação Ambiental de Barra Mansa estão montando, desde o começo do ano, seus respectivos conselhos, que farão a gestão das áreas, implantando visitas guiadas, educação ambiental, entre outras ações ligadas ao meio ambiente e a área cultural. O objetivo dos conselhos é melhorar o grau de conservação ambiental, preservando os remanescentes florestais existentes no município e coibir crimes ambientais, como caça e corte de vegetação.
Atualmente, Barra Mansa conta com sete Unidades de Conservação Ambiental, que são a Área de Proteção Ambiental (APA) Floresta do Cafundó, em Rialto; a APA Entorno da Cicuta, na região leste; a APA Serra do Rio Bonito, em Amparo; a Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE) Ilhas do Paraíba do Sul; o Parque Natural Municipal (PNM) Centenário, o Jardim das Preguiças; o PNM de Saudade e o PNM Carlos Roberto Firmino de Castro, o Horto Municipal, situado na Água Comprida.
Segundo o gerente de Unidade de Conservação da prefeitura de Barra Mansa, Douglas Muniz, os conselhos são importantes para que as unidades funcionem plenamente. “Desde o início do ano estamos trabalhando para montar a estrutura necessária para que essas unidades funcionem como deveriam funcionar. A necessidade de montar esses conselhos gestores existe através da Lei 9985, de 2000, do Sistema Nacional de Unidades de Conservação”, revelou, acrescentando que os conselhos são formados de forma paritária, entre sociedade civil e representantes do poder público.
Ainda de acordo com Douglas, quase todas as Unidades de Conservação já estão com seus conselhos montados. “Desde fevereiro já montamos o conselho de cinco unidades. No final deste mês, realizaremos a montagem do conselho da APA Rio Bonito e em julho vamos fazer a da ARIE Ilhas do Paraíba. Os conselhos contam ainda com as participações do ICMBio, da Comissão Ambiental do Sul Fluminense e de outras instituições”, revelou, dizendo ainda os benefícios que a cidade terá com o funcionamento dos conselhos.
- Todas as ações cominam na elaboração do Plano de Manejo das Unidades, com isso, teremos uma atuação mais efetiva da Guarda Ambiental do município, além de ampliarmos a participação da cidade no ICMS ecológico – concluiu.
Foto: Divulgação