English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
ESTOU AO VIVO TODOS OS SÁBADOS DE 6:00H DA MANHÃ ÁS 9:00H DA MANHÃ NA RÁDIO LÍDER 90,1 FM.

VOCÊ É MEU CONVIDADO, ENTRE EM CONTATO PARA PARTICIPAR GRATUITAMENTE DO PROGRAMA ZAPPEANDO. DIVULGUE O TRABALHO QUE VOCÊ REALIZA EM SUA IGREJA, BAIRRO OU ENTIDADE REPRESENTATIVA! CHAMAR NO ZAP (24) 9 .9967-2456

quarta-feira, junho 21, 2017

Prefeitura de Barra Mansa e UBM realizam projeto de saúde do trabalhador no cemitério municipal

Prefeitura de Barra Mansa e UBM realizam projeto de saúde do trabalhador no cemitério municipal
Secretaria de Assistência Social e alunos do curso de Psicologia do UBM desenvolveram projeto com funcionários do local, identificando as necessidades de melhoria na gestão e bem estar dos funcionários
Alunos do último período do curso de Psicologia do UBM (Centro Universitário de Barra Mansa) se reuniram com gestores do Cemitério Municipal e com a SMASDH (Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos) na manhã desta terça-feira, dia 20, no Cemitério Municipal, para apresentarem o resultado de um trabalho elaborado durante o primeiro semestre do ano. O projeto de Ergonomia e Saúde do trabalhador tem como objetivo sugerir, em forma de projetos a serem executados, melhorias na gestão e bem estar dos funcionários.
O levantamento de satisfação, problemas e necessidades foi realizado com 96% dos funcionários lotados no cemitério, levando em conta itens como EPI, uniformes, estrutura local de trabalho, relações interpessoais e atenção na saúde do trabalhador. Além de contribuir com o trabalho dos gestores do cemitério, o projeto serviu também como prática para os alunos do UBM.
Para a secretária da SMASDH, Ruth Coutinho, o projeto é de grande contribuição para o desenvolvimento da administração do local, principalmente diante da crise financeira enfrentada pelo município. “É muito positivo esse olhar atencioso com os funcionários, identificar o que eles precisam e as dificuldades que encontram no dia a dia. A questão financeira é a maior dificuldade que enfrentamos hoje, sem recursos não podemos fazer muito. Mas com condições adequadas e bom ambiente de trabalho, os trabalhadores se sentem mais estimulados”, destacou.
A psicóloga coordenadora do projeto, Maria Aparecida Magalhães Salles, disse que o projeto pode oferecer à administração do cemitério uma visão mais ampla em relação às atividades executadas no local como um todo. “Identificamos as funções de cada um, o que cada um executa de fato, quais as condições que eles encontram em sua rotina de trabalho e onde necessitam melhorias. Nosso projeto visa normatizar, colocar ordem na casa para que tudo funcione bem, com foco no bem estar do trabalhador”, disse.